O Fim da Nossa Privacidade

O Fim da Nossa Privacidade

O Fim da Nossa Privacidade

Saiba Para Aonde a Tecnologia Está Nos Levando. Veja os Avanços Tecnológicos de Identificação de Pessoas Através do Mundo.

Você, cidadão comum, pode estar sendo observado, fotografado e filmado muitas vezes durante um dia normal. Num banco, numa loja de conveniência, entrando em um tribunal ou numa instituição federal qualquer fotografam ou filmam todos os seus movimentos. Ao passar por um pedágio ou nos cruzamentos de ruas fotografam a placa do seu veículo, se você andar numa velocidade superior à permitida naquele local.

Estabelecimentos comerciais e shopping centers têm câmeras monitorando seus estacionamentos e corredores, bem como no interior das lojas. Mesmo em momentos de descontração ao visitar os parques da Disneylândia, uma câmera registrará o momento de medo ou descontração de uma pessoa num passeio de montanha russa.

Enfim, hoje em dia se você está na rua, num local público, a passeio ou a trabalho……..SORRIA, você está sendo filmado. E isso, no mundo inteiro; senão, vejamos alguns exemplos:

  • México: para garantir segurança de acesso aos Escritórios de Advocacia da União mais de cento e sessenta funcionários tiveram implantados em seus braços um chip para poderem andar pelas áreas seguras do escritório central.
  • Holanda: o governo mantém um arquivo eletrônico para cada bebê nascido naquele país.
  • Comissão Européia: propôs uma lei que obriga todos os países membros da comunidade sob o seu comando a introduzir uma lei, a qual  obriga a colocação de um chip de identificação nos passaportes emitidos para seus cidadãos, contendo informações biométricas da face do proprietário e sua impressão digital.
  • Estados Unidos: um supermercado implantou um sistema de pagamento através da impressão digital, o qual permite aos clientes pagarem suas compras sem a necessidade de dinheiro, cartões de débitos ou créditos.
  • Bélgica: um novo sistema via satélite de cobrança da taxa anual de veículos automotores, o qual funciona de forma que os carros são monitorados para saberem o total de quilômetros percorridos, cobrando-se taxas de forma mais justa.
  • China: os bilhões de habitantes já possuem suas carteiras de identidade com um chip, contendo informações pessoais e podendo fazer empréstimos bancários.

O Brasil não fica atrás, pois em São Paulo já existe um projeto pronto que dá acesso à empresas privadas para gerenciar e comercializar os dados e a ficha pessoal de todos os cidadãos que tiraram documentos nesse Estado. O nosso sistema de urnas eletrônicas – tido como o mais avançado do planeta – pode possibilitar a manipulação de fraudes, permitindo até mesmo que nosso voto seja identificado. Ou seja, um possível fim do voto secreto.

O sistema digital de controle da Receita Federal – montado por meandros inimagináveis – lançou mão da execrada CPMF (Contribuição Provisória de Movimentação Financeira) para obter acesso à nossa vida financeira e cruzar nossos dados e, eventualmente, descobrir alguém com uma suposta dívida com o Fisco.

Se você desconhecia tudo isso então se prepare para muito mais e saiba para onde o mundo está nos levando, pois este é o inevitável mundo novo que espera por todos nós.