O carro tá lindo, mas eu…

Quem tem carro hoje em dia sabe como é sofrido mantê-lo em ordem. Algumas pessoas dizem que é como um filho a mais, de tanta despesa. Soa injusto, mas acaba sendo verdade. Afinal são vários impostos a pagar, extintor para manter em dia, pneus para manter calibrados, motor para manter revisado, cuidar das trocas de óleo no prazo correto, tomar cuidado para não ficar sem gasolina (que está pela hora da morte de tão cara), manter um seguro que valha a pena… haja trabalho!

Mas há um aspecto que a gente só pensa quando acontece alguma avaria externa: a pintura. Normalmente nos preocupamos em mantê-la limpinha e encerada, reluzente, refletindo nossa imagem feito um espelho polido. Só que pedradas acontecem, principalmente durante as viagens, que é quando nossa velocidade é maior e a força da pancada das pedrinhas também. O resultado são “destampados” de tinta e pequenos arranhões.

Ninguém-merece-ter-problemas-com-lavagem-e-a-pintura-do-carro.Outro problema é a lavagem mal feita, com um sabão qualquer mal dissolvido na água, mal removido e o uso de esponja ou estopa sujos e inadequados (ai, o coração até dói…). O resultado é uma pintura fosca sem graça, com aparência de carro velho mal cuidado. A solução? Simbora para a oficina de pintura, terra dos homens mascarados com a pistola de tinta. “Mascarados”? Sim, a máscara é um equipamento de proteção obrigatório nesses lugares. “Mas lá onde eu levo meu carango, ninguém usa!” Não???

Então para tudo!!

Vamos com calma, que agora a coisa ficou séria. Como assim “lá eles não usam” !? A máscara é obrigatória, e não é só ela! Máscara, óculos de proteção e luvas são equipamentos de proteção sem os quais nenhum deles deveria estar durante o trabalho.

As máscaras mais adequadas para esse tipo de serviço são aquelas com filtros que purificam o ar antes de ele entrar e ser respirado pelo funcionário. Isso é importante porque a tinta usada na pintura de automóveis possui solventes muito fortes e altamente tóxicos. No curto prazo não costumam causar problemas perceptíveis (a menos que o funcionário seja alérgico, o que provocaria problemas de imediato), mas a médio e longo prazos os sintomas já aparecem. A respiração fica prejudicada como se fosse um fumante inveterado tentando jogar futebol profissional e o acúmulo de elementos pesados inalados com a tinta começa a prejudicar o fígado, rins e até o cérebro. É… tá achando que é brincadeira?? E nem sempre os efeitos são reversíveis! Muitas vezes, intoxicações assim provocam aposentadoria por invalidez – imagine se aposentar antes dos trinta anos por não conseguir trabalhar mais em nada? É muito triste – e pior: era evitável, mas nada se fez para evitar.

As-luvas-para-pintura-são-essenciais-para-realizar-a-atividade-corretamente.As luvas são importantes porque não é boa ideia deixar a tinta entrar em contato com a pele. Além de ter potencial para provocar alergias, a exposição a longo prazo pode causar contaminações semelhantes à inalação do vapor de tinta que falamos acima, além do forte ressecamento da pele que pode abrir fissuras (pequenos cortes na pele devido ao ressecamento, igual acontece com os lábios no inverno) – e essas fissuras são excelentes portas de entrada para todo tipo de bactéria. Resultado: inflamações, licença médica e antibióticos a perder de vista.

Já os óculos são imprescindíveis porque os olhos são, de longe, os órgãos mais sensíveis a agressões. Se um simples cisco já causa o maior transtorno (quem já teve problema com um enquanto dirigia sabe bem o problema que é), imagine se cair tinta automotiva?? Ardência severa, sensação de corpo estranho, danos na córnea, olhos vermelhos e lacrimejantes e uma corrida maluca para o consultório oftalmológico (ou pronto-socorro) mais próximo. Acidentes assim, dependendo da intensidade, podem causar danos irreparáveis aos olhos – e se você se lembrar de que precisa dos olhos para qualquer trabalho (aliás, para qualquer coisa) que faça na vida, imagine danificá-los num acidente? Pior: num acidente que poderia ter sido evitado com um simples par de óculos de proteção?