Novos ou Usados: O que Considerar na Hora de Trocar de Carro

Na hora de comprar um carro, é comum o consumidor se deparar com a dúvida entre um carro novo ou usado. A escolha deve partir da análise em relação ao objetivo que se tem com a nova aquisição. Ter um veículo apenas como um meio de locomoção rápida ou como forma de investimento futuro são detalhes que fazem a diferença. Preço, conforto, valor de revenda e (em muitos casos) o fator emocional também são alguns dos aspectos que devem ser considerados.

Comprar Carro Novo ou usado?

Comprar Carro Novo ou usado?

Carros usados
A disponibilidade financeira pesa muito no momento de decidir que veículo comprar. Se o bolso não possibilita gastar muito – e o comprador não se importa com o fator status – sempre existe a possibilidade de ser dono daquele veículo já fora de linha, porém conservado e econômico. Em dez anos, um carro popular pode desvalorizar em média até 50%, dependendo do estado de conservação.

Nesse caso, o veículo será útil para o transporte no dia a dia, mas não deve ser encarado como um investimento, visto que, além de desvalorizado comercialmente, quanto mais antigo o veículo, maiores os gastos com manutenção. Motor, peças da direção, suspensão e rede elétrica se desgastam com o tempo, principalmente se o veículo rodar muito todos os dias, e têm custo razoável para reparos.

Carros zero
Já quem pode pagar mais em um veículo novo, e não abre mão de ter o carro do ano, pode se beneficiar com a atual política de redução de impostos para a indústria automobilística. Comprar carros novos atualmente tem sido menos complicado do que foi há trinta anos, por exemplo. Juros e parcelas de financiamento mais baixos também facilitam bastante.

Além disso, o zero-quilômetro tem outras vantagens: a parte mecânica é mais confiável, os custos de manutenção são mais baixos e o carro tem garantia de fábrica. Nas primeiras revisões, a mão-de-obra e certas peças normalmente são gratuitas. Há também a possibilidade de revenda futura, com baixa desvalorização.

Como mencionado anteriormente, é fundamental que o comprador tenha claro quais seus objetivos com a aquisição. Automóveis novos ou usados possuem vantagens e desvantagens, e vai do proprietário analisar como o bem vai se encaixar em seu padrão de uso.