Não Perca a Cor da Luz Brilhante de Seus Olhos

Foi no dia 03/05/2016 que eu e meu irmão decidimos ir para o estúdio e gravar uma de minhas canções românticas chamada Não perca a cor da luz brilhante de seus olhos.

As 4 horas da manhã desse mesmo dia, eu fui um dos que ficou na fila no centro pediátrico onde veio a ser distribuído as vacinas para crianças contra a gripe H1N1. Cheguei no local que fica no centro de minha cidade as 4:20 da manhã com muitas pessoas na fila para pegar senha para que meus filhos vacinassem. A senha foi liberada as 7 horas e meus filhos foram vacinados as 08 horas.

Na fila de espera, eu estava ansioso para chegar a hora de ir para o estúdio, estando ali na fila, me mantive concentrado, meditando como seria a gravação da música e estava marcado para as 10 horas.

Eu tenho um caderno com mais de 40 músicas com letras, algumas já registradas e outras ainda a registrar como também outras ainda a terminar a letra ou melodia, devo passar de 60 músicas mais ou menos, mas me veio na mente, no tempo em que estive na fila, quatro músicas para escolher uma para gravar.

Cheguei ao estúdio as 10:29 depois de ligar para o Éder avisando que chegaria naquele horário, pois aconteceu um pequeno imprevisto antes e tive que resolver.

Cheguei ao estúdio com as quatro músicas que estava pensando, duas eram românticas e só fui escolher uma das quatro, já dentro do estúdio. Não há uma razão com especialidades do porque as quatro e uma das quatro foi escolhida, mas tenho muita intenção de gravar e registrar não só as outras três mas todas que eu escrevi.

Aquela sensação de paz, de vitória, de muita alegria depois de anos, finalmente voltava para mim, pelo fato a entrar no estúdio novamente para gravar uma canção própria. Para chegar ao estúdio, tem que gostar primeiro das músicas e ficar aberto para ideias novas que surgem, mesmo já acostumado com a música. Se a canção tem alma, o estúdio vai ser o merecimento de todo trabalho.

Um estúdio caseiro que levava o nome de Multi Som mas bem elaborado e tem tudo para realizar boas produções, ainda mais com um bom produtor. Éder Elias com seu estúdio tem história para contar com trabalhos realizados antes, ali no estúdio então não era simplesmente um irmão e sim um produtor em ação. Tive que estar aberto para ideias na canção mas percebi que ele respeitou como eu queria a música e só me auxiliou na aproximação da voz ao microfone como o modo de tocar no violão.

Por mais que eu gostaria de um baixista e baterista ali, a sensação de estar no estúdio é bem prazerosa. Como não tinha músicos a disposição para começar um projeto de gravações próprias então estava ali eu com a fé em Deus de que o importante é a arte.

Não há problemas em oferecer a canção acústica, sonhando que um dia ainda a ouvirei com todos os instrumentos. Amém.

Um violão epiphone Jumbo com corda Elixir 0.11 estava a minha disposição, sendo Éder o dono do mesmo. Ótimo violão com as cordas mais próximas do braço muito bom em timbres. Preferi não optar por uma timbragem, ficar regulando graves, médios e agudos mas deixar a experiência do produtor.

Naquela manhã com o clima bem agradável em nossa cidade, não tivemos dificuldades, Deus abençoou nosso trabalho ali na hora, como nada saiu errado as 11:30 já estava gravado somente os violões, o violão base como o overdubs que é a adição do violão solo.

Confesso que a base do solo foi mudado instantaneamente na gravação. Por anos eu apresentei essa música em rodas de amigos e até nas apresentações em casamentos, mas toda vez o solo teve uma base diferente. A mudança foi algo da hora mesmo sem opinião do Éder e que simplesmente aconteceu. Então o desafio foi improvisar um solo para a música naquela manhã e em poucos takes estava feito o solo.

No dia seguinte, entre 09:45 e 09:50 cheguei ao estúdio para gravar os vocais. Aquela sensação de prazer voltou em menos de 24 horas, uma benção de Deus. Só para contar o estado de êxtase que vivi.

Uma benção de Deus sim, porém não tive uma noite boa de sono, passei uma noite cansativa porque um de meus filhos ficou com febre e várias vezes acordei a noite, com sua respiração ofegante.

As 7 horas como de costume só um café com pão e trufas, fui para o estúdio nem imaginando como a voz estava.

Quando fomos gravar que percebi a voz rouca, lembrando de muitos artistas com suas belas vozes roucas e os violões foram gravados meio tom abaixo. A voz foi ficando mais aquecida cada vez que gravava, acontecia o erro e voltava a gravação e logo não estava tendo dificuldades, pude até colocar algumas pitadas de técnicas vocais e aproveitamos para colocar os backing vocals, que não demorou para serem feita.

As 11:15, a música estava pronta e eu flutuando em mais uma benção de Deus concedida. Estar vivo, ser músico compositor e estar no estúdio é realmente inacreditável por tamanho prazer, Glória a Deus.

Dia 04 finalizamos então as gravações da canção.

Relação profissional com o produtor

Pouco meses antes, Éder produziu seu próprio álbum que ainda não foi lançado, ele ficou por horas na produção e hoje entende de produção muito bem como poucos em nossa cidade.

Dois irmãos para pensar em um projeto não é fácil, pode até ser que para outros irmãos há historias e resultados de muito sucesso mas o projeto ali funcionou com foco com certeza indicarei sempre ele para trabalhos.

A música

A letra da música veio de somas de muitas frases mas a base em Cantares 6:10 a frase titulo da música era uma frase que eu escrevia nos cadernos de colegas de sala de aula.

A melodia foi feita muitos anos antes e sempre tentava uma letra, mudava até encontrar um assunto, mas para quem eu mostrasse no violão sempre ouvia que soava romântica, que poderia embasar em uma canção romântica.

A canção é uma apreciação a pessoa amada assim como o livro todo de Salomão que o esposo aprecia sua amada e ela aprecia seu esposo.

Que seja uma benção para quem ouve.