Mobiliário de loja em vidro

A exceção de uma empresa prestadora de serviços, as empresas, em sua maioria, costumam precisar de algum tipo de expositor, seja um balcão de atendimento, araras (ou cabideiros) e prateleiras – enfim, um móvel que deixe o produto ao alcance dos olhos dos consumidores. E quando se fala em mobiliário para montagem de loja, é certo que surgirão dezenas, centenas de modelos e materiais disponíveis.

Prateleiras de Vidro

Todos nós já entramos em lojas cuja montagem foi feita inteiramente em madeira, vidro ou gradeado metálico, não é? Em geral, a escolha costuma ser compatível com o estilo da empresa ou, no mínimo, que combine com a decoração do local. As madeiras são um clássico a qualquer tempo mas em muitos lugares encontramos prateleiras de vidro em quantidade muito maior; provavelmente, um dos motivos é a sensação de amplitude e claridade que este material fornece. Mas é preciso um certo cuidado ao escolher o vidro como elemento principal da sua empresa.

Riscos não só no vidro

O vidro é um material duro, porém, frágil. A dificuldade começa pela limpeza, a qual, se não for bem realizada, pode-se notar de longe. Produtos de limpeza mal utilizados podem deixar rastros de resíduos ao longo da placa, e estes resíduos são ótimos para grudar poeira e outras sujidades. Uma flanela em mau estado tira a poeira mas deixa fiapos em seu lugar, fazendo o vidro parecer opaco de sujeita – ou pior: ele pode transferir aqueles fiapos para a roupa do cliente, ou para a peça que você estiver oferecendo a ele.

Limpeza com produtos muito abrasivos como alguns modelos de esponja podem danificar o vidro a ponto de deixá-lo riscado. Sim, isso pode ocorrer! Especialmente quando se está tentando remover resíduos de adesivo que ficaram ali por muito tempo – talvez até expostos ao sol, o que piora o trabalho. No afã de deixar a placa limpa outra vez, aplica-se tanta força com esta esponja que o resultado é uma prateleira de vidro riscado, fosco.

Mas o cuidado maior deve ser, mesmo, no manuseio. Muitas lojas, boutiques e joalherias, costumam ter mesas expositoras em vidro, para valorizar mais os produtos. Entretanto, este tipo de mobiliário não suporta muito bem o peso de uma pessoa apoiada relaxadamente sobre ele e pode acontecer um acidente. Se a loja prever uma grande visitação de crianças (acompanhando os pais ou por haverem produtos infantis ali), deve-se tomar mais cuidado ainda. O ideal é preferir móveis de madeira que tenha, no máximo, o tampo em vidro, para mantê-las a salvo.

Beleza que salta aos olhos

Mas é indiscutível que um mobiliário em vidro cria um clima diferente no ambiente. Com ele, é mais difícil que hajam cantos escuros no lugar, permitindo inclusive uma boa economia na quantidade de lâmpadas necessária para deixar o ambiente mais claro.

Joalherias sempre se valeram do vidro para valorizar suas joias, pois mesmo limpo, o vidro tem uma capacidade reflexiva que encanta o olhar e faz com as joias ali expostas pareçam brilhar mais ainda, tornando-se um incentivador extra para as compras.

Prateleiras de vidro em salões de beleza também têm um charme especial, pois transmitem asseio e, literalmente, transparência. Não há a sensação de elementos escondidos como gambiarras com tomadas e fios; sem contar que a ausência de sombras transforma até o humor das clientes e a percepção delas do serviço prestado ali.

Em resumo: prateleiras de vidro têm seu valor estético, e ele é alto. Tendo o cuidado de usá-las de maneira que não ofereçam risco aos funcionários e nem aos clientes, elas serão grandes aliadas de seu negócio!