Limpar bem as Lentes de Contato Garantem Maior Duração destas

Lentes de Contato

Lentes de Contato

As lentes de contato são acessórios que fazem muito sucesso atualmente, seja por quem tem problemas de visão ou não. Há quem use lentes por razões profissionais, médicas, terapêuticas e cosméticas. Mas seja qual for o uso dado a elas, é preciso tomar certas precauções para evitar danos aos olhos. Isto porque as lentes de contato, diferentemente dos óculos, estão em contato muito próximo a uma área muito sensível da anatomia humana: o globo ocular.

Para utilizar lentes com segurança, o usuário deve seguir alguns passos simples, mas importantes, na sua manutenção. Apesar de o ato de piscar ajudar a eliminar impurezas que por ventura se alojem nos olhos durante o uso de lentes de contato, a limpeza periódica das mesmas é fundamental. Antes de manusear as lentes, é necessário lavar bem as mãos. Uma técnica de limpeza diária recomenda que se coloque as lentes na palma da mão, molhando-as com solução própria de limpeza e esfregando os dois lados usando o dedo polegar e o indicador. Ambos os lados devem ser enxaguados com este produto de limpeza, depois de lavá-las.

Outro cuidado importante é manter as lentes reutilizáveis dentro do estojo com a solução própria para não empoeirar. Mas elas só devem ser reutilizadas dentro do prazo de validade. Algumas lentes estragam passados alguns dias na solução dentro do estojo, sendo preciso substituí-las por novas. Uma limpeza mais profunda também deve ser feita semanalmente com água oxigenada ou um sistema químico. A medida é necessária para manter as lentes livres de microrganismos.

Mas há uma prática muito comum entre os mais jovens que ameaça todos os cuidados tomados: o empréstimo. De nada adianta limpar periodicamente as lentes se elas ficarem passando por várias mãos diferentes. Isto porque cada pessoa pode ter microrganismos diferentes no corpo, devido à complexa biodiversidade de doenças e condições físicas no homem. Há substâncias que nem os produtos químicos eliminam, portanto alguém com uma infecção pode acabar passando-a adiante para a próxima pessoa que usar as lentes.