Liberdade x Libertinagem

Quando liberdade perde o controle e se torna libertinagem?

Quando os pais perdem o limite?
Quando o jovem perde o limite?
Quando a sociedade perde o limite?
Ou quando nada tem limite?
O poder ou não-poder vem de berço.
Isso eu já sei. Isso todos já sabem (ou pelo menos, se pressupõe que sim).
Mas a rua muda muito o conceito de ver a vida de cada um.
Minha mãe me ensinou que eu não poderia aceitar bala de estranhos, eu não aceito.
Mas quando vem um menino bonito e me oferece uma bebida eu aceito (?).
E ai, to dando muito orgulho pra minha mãe nessas horas, hein?
Tudo nos muda.
E nem é questão de “Ah, essa menina é cabeça fraca, tadinha! Vai na onda de todo mundo…”.
Não é assim também.
Muitas agem por impulso, ou nem agem e já são culpadas.
Liberdade bem de berço.
Quando a pessoa é muito presa na adolescência, quando sai acaba se soltando demais.
E o mais irônico, pela falta de liberdade ocorre a libertinagem.
Libertinagem vem da cabeça de cada um.
A maioria das vezes quando alguem se rebelia é por falta de atenção.
E isso (também) vem de berço.
A rua nos contrói, faz termos opiniões diferentes, faz nós abrirmos nossa cabeça para o mundo real, e entender que o mundo não é de proteção (que pelo menos, deveria ser o lar).
A sociedade nos obriga a ver que não temos mais nossa mãe ao lado dizendo “Vai dar tudo certo”.
Muito pelo contrário, com certeza vai ter alguem do seu lado falando “Vai dar tudo errado”.
Sua liberdade termina onde começa a do outro.
Usar sua liberdade de forma errada e ultrapassando o limite alheio, já se torna libertinagem.
Resumindo, respeito é a palavra chave.