Lentes de Contato: Tem Perigo Nadar com as Lentes?

Quem usa lentes de contato costuma ter uma série de dúvidas comuns: é preciso tirar as lentes todos os dias? Qual a melhor opção de líquido para realizar a limpeza das mesmas? Gelatinosas, silicone gel, rígidas, esféricas, qual a lente de contato ideal para cada um e para que haja uma maior adaptabilidade? Além dessas perguntas, uma é muito frequente entre os usuários: há algum problema em nadar usando lentes?

Os médicos oftalmologistas, especialistas no assunto, garantem que não. No entanto, é preciso que se tome alguns cuidados básicos para evitar dores, desconfortos, danos na lente ou até mesmo que ela perca a aderência com os olhos e se solte durante o mergulho. A instrução básica é que não se abra os olhos quando estiver submerso na água. O contato com o cloro das piscinas ou com o sal da água do mar pode gerar dores e aumentar a proliferação de fungos nas lentes. Isso tudo se elas não se perderem quando se estiver sob a água.

Algumas medidas podem ser tomadas para evitar problemas com as lentes de contato e a água. Uma delas é nadar utilizando óculos de natação que evitam contatos durante o mergulho ou mesmo que respingos de água com cloro. Este produto causa a proliferação de micro-organismos que podem ser maléficos para a saúde dos olhos. O ideal, depois de entrar em uma piscina utilizando lentes de contato, é realizar a limpeza das mesmas com produtos específicos para tal. Deste modo, elas se tornam mais uma vez em condições ideais para uso, reduzindo os riscos de problemas futuros.

O uso de lentes não precisa, necessariamente, gerar qualquer tipo de limitação para as pessoas. É bom, apenas, que alguns cuidados sejam tomados para evitar quaisquer tipos de complicações e problemas mais sérios para a saúde dos olhos. Nadar com lentes é permitido, mas sempre com vigilância e higiene.