Jogos Escolares – Uma das Melhores Fases!

Quantos de nós já não passamos por essa? O professor de Educação Física percebe alguns talentos nas diferentes turmas, conversa co a diretoria, monta um time (de vôlei, por exemplo) e começa a treiná-lo fora do horário das aulas. O time cresce, se aprimora e surge a ideia de inscrever a escola nos jogos escolares regionais. Uau!

As regras são repassadas milhões de vezes, o máximo de erros é corrigido e a data é finalmente estabelecida: daqui a duas semanas, acontece a primeira etapa. Os alunos-atletas ficam em polvorosa, loucos para a chegada do grande dia! “Mas como vamos fazer? O jogo é em outra cidade e nem todos os pais vão poder levar seus filhos jogadores até lá”. Ora, que tal optar pela locação de van?

Time junto!

Muitas pessoas não inicialmente gostam dessa opção porque é um custo a mais mas, se pensar direitinho, vai ver que o valor vai ficar tão dividido que acaba ficando bem em conta. Além do mais, sempre se pode negociar que a escola arque com pelo menos uma parte do custo, já que é o nome dela que os alunos jogadores vão representar.

Jogos escolares

Levar o time todo de van tem uma grande vantagem: como estarão juntos ao longo da viagem, o professor (que agora é o técnico deles) poderá usar o tempo da viagem para repassar algumas instruções, motivar os atletas (provavelmente vão estar um pouco nervosos), passar informações sobre os times que eles vão enfrentar, etc.

Outra vantagem é o sentimento de união que o deslocamento feito dessa maneira pode proporcionar. Quando vemos seleções chegando aos estádios para um jogo, é sempre num ônibus onde a seleção, os técnicos, os preparadores e os médicos estão todos juntos, não é? Mesmo sendo uma equipe desportiva escolar, esse sentimento é o mesmo: “somos um time, uma coisa só formada por várias pessoas com objetivo igual”. Isso “dá um gás” na equipe, pode acreditar!

A van precisa ter alguma coisa diferente?

Não. Ela está transportando uma equipe desportiva que nada mais é do que um grupo normal de passageiros. Ela precisaria de um apoio especial se fosse uma equipe de cadeirantes, por exemplo – talvez uma carretinha para acomodar as cadeiras, já que o espaço interno das vans para carregar bagagem é pequeno. Mas supondo que nenhum dos alunos jogadores seja cadeirante, então não será necessária adaptação alguma do veículo.

Van escolar adaptada

Sabe-se que, na época do calor, as pessoas quase imploram por ar-condicionado no grau mais forte. Isso não faz bem a ninguém, sobretudo por causa do infalível choque térmico quando se entra na van (do Carlo para o gelado) e depois quando se sai (do gelado para o calor). Especialmente no caso do transporte de uma equipe desportiva, é conveniente não deixar o ar tão forte, a fim de evitar que eles cheguem à quadra com aquela sensação inicial das gripes e resfriados. Mesmo que eles insistam. Até 24 ou 25 graus já é suficiente para deixá-los mais confortáveis sem o risco do choque térmico.

É interessante ter um frigobar no veículo, para levar isotônicos e mantê-los refrigerados. Nem tanto por causa da ida mas, sim, pela volta do time. Dependendo da intensidade e da quantidade de jogos disputados no dia (além de outros fatores como a duração das partidas e a temperatura ambiente, umidade do ar, etc.), a sede vai ser muita! Se forem atletas jovens, então, com seus metabolismos aceleradíssimos… aí é que a sede aperta, mesmo! Se esse recurso for possível, é uma ótima ideia pedir por ele.

Anotou tudo? Então boa viagem e boa sorte para o time!