Guarda-móveis são soluções para falta de espaço em residências e empresas

Os preços do metro quadrado, sobretudo nas grandes cidades, têm estado cada vez mais altos. Por conta disso, a resposta natural do mercado é a construção de estabelecimentos com tamanho reduzido – e isso vale tanto para espaços residenciais quanto comerciais.

Guarda-móveis são soluções para falta de espaço em residências e empresas

Na hora de se mudar para um imóvel de dimensões reduzidas, porém, os móveis continuam com o mesmo tamanho, o que representa um empecilho. Nem tudo o que existia na antiga casa ou empresa caberá no novo lugar. Então, o que fazer? A resposta para esse incômodo cada vez mais frequente é o serviço de guarda-móveis.

Como funcionam os guarda-móveis?

Guarda móveis são serviços que algumas empresas, inclusive empresas de mudanças, oferecem para quem precisa armazenar algum móvel por um tempo. As empresas desse tipo oferecem boxes de diferentes tamanhos, geralmente entre 1m² a 100m². O serviço de guarda-móveis também é conhecido por seu nome em inglês – “self storage”. Para alugar um desses espaços, as empresas comumente oferecem planos mensais.

Além dos casos de mudanças residenciais, muitas pessoas recorrem a esse tipo de serviço quando estão passando por reformas em casa ou na empresa e têm medo de que os móveis possam ser danificados durante as obras. Além disso, há quem contrate os guarda-móveis apenas para guardar aqueles objetos que não são usados no dia a dia, como pranchas de surfe, por exemplo.

Vantagens do serviço

O local, a empresa e o tamanho do box são as variáveis que definem o preço do serviço. Em média, o metro quadrado custa 70 reais ao mês. Uma vantagem é que esse valor tende a ser reduzido quanto maior for a área alugada.

O processo também não é burocrático. Bastam os documentos pessoais e um comprovante de residência para contratar o serviço de guarda móveis. Além disso, a segurança também é garantida. O box é trancado com um cadeado que fica com o cliente, de modo que nenhum funcionário da empresa tenha acesso aos itens armazenados. O cliente informa à empresa um valor aproximado do somatório de todos os bens armazenados para que se possa fazer uma apólice de seguro.

Itens proibidos

Por questões de segurança, alguns itens não são permitidos no serviço de guarda móveis. É o caso de produtos químicos, perecíveis e ilegais. Ou seja, se alguém descobrir que há drogas ou armas no box, a responsabilidade é total do cliente.

Setor em crescimento

O serviço ainda não é muito conhecido ou divulgado no Brasil. Estima-se que existam 80 empresas do tipo no país, a maioria concentrada no estado de São Paulo. Por conta disso, serviços de comunicação e marketing se fazem necessários para que o ramo se popularize em todas as regiões.