Guarda-móveis: a salvação da pátria

Às vezes acontece: planejamos nossa mudança com cuidado, nos mínimos detalhes e, quando finalmente levamos nossas coisas pra lá… não cabe tudo. Menos freqüente, mas totalmente possível, é o dono do apartamento pedir o imóvel de volta e nós, com pouco tempo para encontrar um novo endereço que seja adequado, acabamos precisando tirar nossos pertences às pressas de casa. E várias outras situações em que nossos móveis se tornam vilões de uma hora pra outra, alvos de nossa preocupação: “onde vou colocar essas coisas??”.

É nessas horas que a sagrada saída mágica nos salva: o guarda-móveis. Sem dúvida é um dos serviços mais bem bolados dos últimos tempos! Prestados pelas melhores empresas de mudanças, um guarda-móveis pode significar a diferença entre uma noite bem dormida e horas a fio queimando massa cinzenta.

A vida como ela às vezes é

Quando um proprietário, por um motivo qualquer, pede o imóvel de volta, ele deve dar um prazo que varia de um a três meses para que o inquilino encontre um novo imóvel para onde se mudar. É sempre um processo delicado pois envolve um direito do proprietário (afinal o imóvel é dele, sempre foi, e ele pode pedi-lo de volta quando bem entender) e também o direito do inquilino em morar. Seu endereço atual pode ser sido escolhido em detrimento de muitos outros, ou levando em conta critérios muito específicos como a claridade, a ventilação, a proximidade do local de trabalho, ou de um centro de saúde (alguns pacientes se mudam para perto de hospitais e clínicas onde realizam tratamentos de longo prazo, para facilitar), etc…

Estes-senhores-podem-ser-fundamentais-para-te-ajudar-na-situação.E quando um pedido de devolução é feito, causa sempre um enorme transtorno para o inquilino pois nem sempre há um imóvel igualmente adequado como aquele – e a mudança pode trazer grandes dores de cabeça. Como a procura deve ser feita com cuidado, nem sempre o prazo dado é suficiente, o que traz outra preocupação para a mente já conturbada do inquilino: “como vou fazer com minhas coisas? O prazo está acabando e tenho que devolver o imóvel, e ainda não achei outro lugar do jeito que preciso”.

Nesta hora, um guarda-móveis de uma empresa de mudanças pode fazer toda a diferença. De fato, o a manutenção dos móveis de demais pertences é o primeiro fator de preocupação numa situação dessas – e quando sabemos que há onde deixá-la em segurança enquanto se procura um novo lar a tranquilidade é imediata. Aluga-se um dos galpões, a empresa transporta os móveis para lá (como se fosse uma mudança normal) e os mantém lá a salvo até que você encontre um novo lugar para morar que esteja de acordo com suas necessidades.

No aperto

O-guarda-móveis-pode-ser-o-seu-melhor-recurso-para-várias-situações-durante-a-mudança.Já quando o problema é a nova casa ser pequena demais para os móveis todos, o guarda-móveis pode servir muito bem, também. Óbvio que ele não é um galpão de locação permanente, ou seja, espera-se que o proprietário dos mesmos encontre uma solução para o problema. Mas, a rigor, pode-se deixar os pertences que sobraram guardados no galpão da empresa de mudanças por prazo mais que suficiente para decidir o que fazer. Mudar para uma casa maior? Vender os móveis que não couberam? Isso só o dono poderá decidir – mas pelo menos, até lá, esses pertences terão onde ficar. E ficarão lá com segurança! Cada cliente pode alugar um galpão com chave, à qual só ele terá acesso, o que impedirá o trânsito de pessoas não autorizadas entre seus pertences.

O guarda-móveis é um excelente recurso para esses e outros apertos, mas é um recurso que deve ser utilizado com sabedoria. É importante que o cliente não o utilize como despensa permanente, já que não é a isto que o galpão se destina. Por isso, caso precise contratá-lo, tenha em mente que é uma solução provisória para um problema que precisa ser resolvido rapidamente, a fim de liberar o galpão para outros clientes que podem estar em situações semelhantes à sua. Use do bom senso. ;)