Golpe de Cauda do Terror

Com a morte de Osama Bin Laden cria-se um paradoxo: o mundo todo – quase todo – respira com alívio e apreensão.

Alívio pois coloca um ponto final a uma caçada que iniciou-se há quase 10 anos quando as duas torres gêmeas foram atingidas pelos aviões e que horas depois, diante dos olhares aterrorizados de milhares de pessoas no mundo, vieram fragorosamente ao chão, fazendo quase 3.000 vítimas na enorme, absurda imensidão daqueles tombos.

Apreensão ante a iminência, quase certeza de golpes de rabo, de inúmeros atentados terroristas em represália à morte do símbolo maior da insanidade humana e do fundamentalismo religioso.

Que ninguém duvide ou aposte num fim imediato da Al Qaeda, pois mais que uma organização terrorista, ela é uma espécie de franquia internacional do terror com células independentes espalhadas por diversos países do mundo e prontas, não se iludam, a vingar a morte do sanguinário líder.

O mundo entrou numa espécie de fibrilação, num ataque de histeria coletiva onde os Estados mais “expostos” buscam se proteger contra ataques imediatos. Nova Iorque está sendo presidiada por policiais e até militares armados, segundo se pode ver nas telinhas das televisões e dos computadores.

Diante de tantos olhos atentos é claro que eles não irão atacar de imediato, pois seria uma espécie de suicídio.

Aqui no Brasil nós estamos protegidos? Nossos ufanistas afirmam categoricamente que não temos vulcões, terremotos, furacões ou atentados terroristas!

Será?

Existe a suspeita de que algumas células vivam escondidas próximas à fronteira do Brasil com o Paraguai.

Se é verdade ou apenas boato eu não sou capaz de dizer mas posso, justamente com base na inexistência recente de ataques terrorista aqui no Brasil, afirmar que estamos, digamos, com a “guarda baixa”.

Por tudo isso espero do fundo do meu coração que nosso ufanistas de plantão estejam certos e que no final das contas Deus seja mesmo brasileiro e que nos proteja com um carinho todo especial.

Assim, digamos:

Um homem-bomba dentro de uma das tantas estações desprotegidas do metrô de São Paulo, às 08:00hs de uma manhã lavorativa de segunda-feira onde a tal bomba, em vez de fazer um enorme e estraçalhante bum! Faz chileca!

E se depois dessas notícias você estiver precisando de um reforço ao seu equilíbrio emocional, recomendo o livro digital aí ao lado e o respectivo link logo abaixo. Um abraço e até o próximo artigo!

http://www.hotmart.com.br/show.html?a=a11001J