Gerenciamento de Memória

Problema quando utilizamos o gerenciamento de memória com partições fixas: O gerenciamento de memória com partições fixas funciona bem quando todas as tarefas a serem executadas pelo sistema são do mesmo tamanho ou, ainda, quando os tamanhos são conhecidos antecipadamente.

As partições fixas podem ser pequenas demais e, assim, não são suficientes para tarefas muito grandes e, por conseguinte, são rejeitadas ou têm que esperar uma partição maior. Por outro lado, se as partições forem grandes demais haverá um desperdício de memória.

Para organizar a memória em partições fixas, utilizamos na maioria das vezes um sistema de lote. Enquanto conseguimos manter a CPU sempre ocupada não há necessidade de outra técnica  mais complicada.

O funcionamento da troca de processos durante o gerenciamento de uma memória em sistemas de tempo compartilhado muitas vezes não existe memória principal para todos processos de forma que alguns devem ser mantidos em disco para posteriormente, serem executados pela memória principal. Duas técnicas de gerenciamento de memória podem ser utilizados para resolver este problema. A mais simples é chamada de troca de processos (swapping) e a outra de memória virtual.

A memória virtual é uma parte comum de muitos sistemas operacionais em computadores pessoais. Ela tornou-se usual porque traz aos usuários um grande benefício por um custo muito baixo. A maioria dos computadores atuais possuem 256 ou 512 megabytes de RAM (memória de acesso aleatório) disponível para uso pela CPU (unidade de processamento central). Freqüentemente, esta quantidade de RAM não é suficiente para executar de uma só vez todos os programas que a maioria dos usuários deseja. Por exemplo, se carregarmos simultaneamente o sistema operacional Windows, um programa de e-mail, um navegador e um editor de texto em uma memória RAM, 256 megabytes não serão o suficiente. Se não houver algo como a memória virtual, o computador não poderá processá-los simultaneamente e será necessário que o usuário feche uma ou mais aplicações. Com a memória virtual, o computador procura por áreas da RAM que não foram usadas recentemente e as copia para o disco rígido. Isso libera espaço na RAM para carregarmos uma nova aplicação. Como isso  é feito automaticamente, você não fica sabendo e isso faz com que seu computdor pareça ter uma quantidade de memória RAM ilimitada, mesmo que exista somente 256 megabytes instalados. Como o espaço no disco rígido é muito mais barato do que os chips de memória RAM, a memória virtual proporciona uma boa economia. Exemplo

–  Postergação indefinida é um termo utilizado para indicar um processo que nunca será executado pelo processador. O algoritmo a seguir não corre o risco de entrar  em postergação indefinida : Roun Robin.?

–  Utilizando a tabela a seguir para construir o gráfico dos seguintes processos em

função do tempo de processador.  Tipo de escalonamento Prioridade.

Processo Prioridade Tempo do processador
A 1 8
B 3 4
C 2 6

 

A
C
B
0 2 4 6 8 10 12 14 16

– construindo o gráfico dos seguintes processos em função do tempo de processador. Utilizando o tipo de escalonamento SJF.

Processo Tempo do processador
A 8
B 4
C 6

 

A
B
C
0 2 4 6 8 10 12 14 1