Gente Faminta

Vejo gente faminta…

Aonde quer que eu vá!

Embora muita gente minta…

Quer mesmo é se alimentar!

 

É fome de pão, de amor e de justiça…

De ouvir uma palavra amiga simplesmente!

Gente de raça branca, negra ou mestiça…

À procura da felicidade aparente!

 

A fome de ser feliz é tanta…

Que felicidade muita gente não sabe o que é!

O conceito de ser feliz muito me espanta:

É ter grana, fama, conquistar o que quiser!

 

Muita gente conquista ” tudo”…

Mas não conquista o que existe de maior valor!

Abastados, são pobres contudo…

Sem a mínima paz interior!

 

Estão famintos por sinceridade…

A hipocrisia os ronda sem cessar!

Respiram o ar da falsidade…

Com as pessoas que só pensam em explorar!

 

Trabalhadores com fome de salário…

Porque escasso se tornou o pão!

Empregador faz o humilde de otário…

Para que o esperto possa andar de carrão!

 

Vejo famintos em toda parte…

Porque fome todo mundo tem!

Até mesmo de mostrar a própria arte…

Sem contar com a ajuda de ninguém!

 

Tem fome de ganhar mais propina…

O amante da corrupção!

Que acontece em cada esquina…

Da minha sofrida nação!

 

Tem fome de saúde os pobres doentes…

Abandonados nos corredores dos hospitais!

Onde os gestores ricos e dementes…

Observam e acham os fatos normais!

 

Vejo gente faminta por todo canto…

Que não consegue a própria fome saciar!

Que cruza os braços em um constante pranto…

E não possui mais forças para lutar!

 

Muita fome existe por aí…

Mas só quem é sensível pode ver!

Pessoas a chorar ou a sorrir…

Estão famintas, onde está o porquê?

 

Talvez esteja na maior de todas as fomes…

A de encontrar-se com o Deus Criador!

De conviver com Ele a maioria dos homens…

Achando abrigo em Seus braços de amor!

 

Só Deus pode saciar a fome…

E trazer a verdadeira felicidade!

Só Ele conhece cada um pelo nome…

É Criador, Redentor e Mantenedor da humanidade!