Gastronomia Baiana: Patrimônio turístico de Salvador!

Muitos turistas planejam suas viagens para Salvador buscando diversão, descanso, bons hotéis e é claro, uma boa gastronomia.

Não existe como visitar a capital baiana sem comer nada da culinária típica, já que todos nós sabemos que o turismo e a gastronomia são inseparáveis. O ato de se alimentar não é apenas biológico, mas também sócio-cultural. Visitar um local novo para conhecer uma nova cultura engloba desfrutar seus sabores gastronômicos. Através da alimentação, é possível visualizar e sentir tradições que não são ditas. Alimentação também é memória e opera muito forte no imaginário das pessoas.

A gastronomia baiana está totalmente ligada à culinária africana. Temperos fortes, azeite de dendê, leite de coco, pimentas diversas e muitos outros componentes que não são utilizados nos outros estados dão o sabor especial à culinária baiana.

As vendedoras ambulantes, conhecidas como baianas do acarajé, diferentemente do nome, não vendem somente o tradicional acarajé, mas sim outros pratos típicos como tapioca, cuscuz, bobó entre outras. Uma curiosidade interessante é que as baianas conseguiram regularizar sua profissão, que agora é reconhecida pela CLT.

A culinária de Salvador é tão rica que no Pelourinho você encontra o Museu da Gastronomia Baiana, onde é retratado a multiculturalidade da comida regional.

Bons hotéis em Salvador também oferecem a seus visitantes um cardápio especial da culinária típica. Então, escolher um bom hotel para visitar a cidade é a receita para desvendar os sabores da cozinha baiana.

A culinária baiana é tão rica que pode ser vista como um patrimônio turístico e também cultural. Então, não deixe de visitar Salvador para conhecer o que é que a baiana tem!