Fenômeno Climático – Aprenda mais sobre o El Niño

Em condições normais, os ventos que sopram de leste para oeste empurram a água quente no oeste do Pacífico. Em contato com a água quente, o ar se aquece e sobe. O ar que subiu no oeste, desce agora seco, impedindo a formação de chuvas na costa do Peru.

Com o El Niño, o enfraquecimento e inversão desses ventos, denominados alísios, faz com que a água quente volte e se acumule junto a América.

A nova condição faz o vento descer sobre outras áreas, causando seca no norte/nordeste do Brasil e na Oceania, os jatos de latitude média mais intensos bloqueiam as frentes frias vindas da Antártida, estacionadas sobre o Sul do Brasil, causando chuvas. Ao norte dessa barreira, o clima se torna quente.

Tal fenômeno é uma das engrenagens mais poderosas da maquinaria do clima mundial, movida por grandes massas de calor na atmosfera e nos oceanos. Trata-se de anomalia mais ou menos perigosa, que vem acontecendo em intervalos de 3 a 7 anos, no Pacífico. Não se relacionou o fenômeno om o aquecimento global do planeta.