Faça Você Mesmo

Faça você mesmo

Faça você mesmo

Refere-se à prática de produzir, fabricar ou realizar algo por sua conta própria ou ainda de reparar ou concertar algum objeto, casa ou outra coisa sem a necessidade de comprar ou de contratar serviços de um profissional para o caso específico. Nos dias de hoje pode-se dizer que essa prática vai desde criar um dsign de utensílios domésticos à páginas pra internet, de publicar uma ideia ou outra coisa de sua autoria até a eletrônica.

As atividades englobando essa prática se estendem a praticamente tudo, variando de umas pessoas para outras. Para que isso seja possível, é necessário se obter algum conhecimento para depois aplicar naquilo que deseja fazer. Esse tipo de atividade ou robby é muito visto nos Estados Unidos, onde pessoas de poder aquisitivo considerado como bom, costumam ter no porão de suas casas ou em outras dependências muitas ferramentas, as quais as pessoas da casa costumam usar sempre que podem para concertar alguma coisa, fazer manutenção em eletrodomésticos e em eletrônicos, para fazer pequenas reformas na casa, inventar algo. Se você observar bem, verá que não é por não ter condição de pagar a um profissional e sim, por se tornar muito prático, divertido e de certa forma fazer uma economia, sim; porque não?

Você pode até está se perguntando: mas por que eu iria me preocupar com isso se hoje existem profissionais liberais em quase todas as áreas? A resposta está em você. Mesmo que possa pagar, será que não seria melhor você mesmo resolver, caso entenda, guardando assim todo esse dinheiro, que muitas vezes é desperdiçado, para gastar quando quiser aproveitar umas férias? Vai suportar até quando que muitos profissionais (não se aplica a todos) pelo o que se chama de “botar banca” te deixar sem fazer uso do aparelho ou te deixar esperando para fazer uma pequena reforma que você poderia fazer?

Há algum tempo atrás, tudo que eu precisava em se tratando de serviço de eletricidade ou de serviço de informática na minha casa, eu tinha não só que pagar por isso como também ter que esperar pela disponibilidade do profissional. Resolvi fazer um curso de eletrônica sem muitas pretensões onde, embora eu não tenha dado continuidade a ponto de concertar aparelhos como deveria fazer um técnico em eletrônica, mas uma coisa ficou: aprendi boa parte de conhecimentos aplicáveis à eletricidade domésticas e hoje resolvo esses probleminhas comuns caso haja em minha casa. Agora, quanto a um curso de técnico em informática, esse sim, talvez devido à minha curiosidade pelo assunto, eu estudei com mais afinco e hoje não preciso nem esperar por um técnico em informática e nem mandar meus computadores para um profissional e além de ter que pagar é claro, ter que ficar esperando por causa de problemas muitas vezes até muito simples, mas que para um leigo não os são.

Eu citei acima dois exemplos que se aplicaram a mim, mas existem tantos outros casos e que um ou mais com certeza se aplica a você nesse momento.

Para aqueles que se aposentaram de seus antigos empregos ou para aqueles que já verem se aproximar a aposentadoria, me atrevo a dizer que essa aposentadoria deve acontecer apenas da ocupação desgastante. Pois, na realidade parar de tudo não é bom, porém uma pessoa que trabalhou durante pelo menos 30 anos ou mais não deveria ainda continuar atuando numa função desgastante, tendo que cumprir horários e encarar um chefe chato. Se você já passou dessa fase e tem um salário de valor x como aposentadoria, o que você deve fazer é aprender algo que você possa usar como passatempo, profissão liberal ou apenas como robby, aquilo que você acha que seja capaz de dominar após um período de aprendizagem e começar a aplicar isso em casa, vizinhos e amigos e estendendo a outras pessoas conforme vai aumentando tanto o seu conhecimento como a sua fama.

Isso te deixará sempre fortalecido, tirando da sua mente aquele pensamento de que aposentadoria é sinônimo de fazer nada. Procurem sempre fazer ou aprender algo em qualquer fase da vida e faça essa ideia se tornar algo a ser posto em prática por todos os membros de sua família. Leia outros artigos semelhantes

  • Manoel Oliveira

    muito bom. Temos mesmo que procurar fazer algo mesmo depois de aposentados.