Estrias podem ser Eliminadas com Tratamento a Laser

Quilinhos a mais, celulite, varizes, etc, etc, são algumas das principais preocupações das mulheres. As estrias são outro inconveniente para muitas pessoas, porém, é possível se livrar delas, ao menos, diminuí-las consideravelmente, seja na região da barriga, nos seios, coxas ou nádegas. Uma das formas de fazer isso é a através da remoção de estrias a laser.

As estrias, na realidade, têm origem em um estiramento da pele, como se ela fosse esticada, sem que depois volte a ser como era antes. Dá para comparar a pele com estrias a uma pele que foi esgaçada. De certa maneira, é isso o que ocorre em pessoas que ganham e depois perdem quilos, seja por emagrecimento ou durante uma gravidez.

Logo que a pele é esgaçada e as estrias aparecem, elas possuem uma coloração avermelhada. Nesta fase, se tratadas, as estrias são mais fáceis de serem eliminadas. No entanto, se as pessoas esperarem que elas comecem a ficar esbranquiçadas, o tratamento pode não ter um resultado 100% positivo. Isso acontece porque, com o passar do tempo, um tecido fibroso começa a se formar em cima da estria.

Quem optar pela remoção de estrias a laser poderá fazer o tratamento em qualquer uma das fases, tanto no início, quando as estrias estiverem ainda avermelhas, quanto depois, no período em que já estiverem esbranquiçadas. Se o tratamento a laser for realizado no surgimento da estria, ele vai provocar o fechamento dos pequenos vasos sanguíneos, estimulando a formação de um novo colágeno.

Caso o tratamento comece quando as estrias já estiverem esbranquiçadas, o laser vai apenas estimular a produção de um novo colágeno na pele, que tem o objetivo de diminuir o tamanho da estria. Mas, para tanto, são necessários, no mínimo uma média de cinco sessões de tratamento a laser, que podem ser realizadas quinzenalmente ou mensalmente.

Os especialistas afirmam que o método que utiliza o laser para remover as estrias de determinada parte do corpo é indolor. Como o resultado vai depender da ‘idade’ da estria, podem ser agregados outros tratamentos, para que as chances das estrias desaparecerem sejam maiores.

Neste caso, são indicados tratamentos complementares, como o uso de cremes antiestria, que podem melhorar, e muito, a remoção das tão indesejadas estrias. Para entender melhor a sua formação, as estrias podem ser definidas como lesões decorrentes da degeneração das fibras elásticas da pele. O que parece uma parte da pele esticada é, na verdade, uma distensão exagerada. Porém, alterações hormonais também provocam o aparecimento delas.

Por isso, não só na gravidez é comum o surgimento de estrias no corpo feminino, como durante a adolescência, ou melhor dizendo, na puberdade, devido ao crescimento acelerado, que é próprio desta fase da vida. Por ter como uma de suas causas a obesidade, os homens também podem apresentar estrias, mas um número bem menor de homens costuma enfrentar esse problema. Para eles, caso queiram remover as estrias, os tratamentos são os mesmos indicados às mulheres.

No entanto, a hidratação intensa da pele com cremes e loções pode evitar o surgimento das estrias. A hidratação do corpo com muita água, sendo necessária uma média de dois litros por dia, também previne o aparecimento dela, bem como de doenças relacionadas à falta do líquido no organismo. De quebra, os cuidados para que não haja quadro de obesidade não só vai prevenir as estrias como ajudar na saúde da pessoa como um todo. De qualquer maneira, se as estrias aparecerem, é essencial que se procure profissionais de confiança para a remoção delas.