Entenda o Que é Advocacia

Advocacia

Advocacia e direito

Algo que podemos verificar com uma determinada frequência, é o fato de que muitas pessoas podem acabar por confundir o termo advocacia com advogado, sendo que na realidade, sim, os dois termos possuem uma ligação bastante forte, no entanto, podem acabar por ser interpretados de maneiras diferentes, sendo assim, vamos entender agora mesmo o que é realmente a advocacia.

O que é

A advocacia nada mais é do que o direito de se poder advogar, ou seja, a partir do momento em que o estudante de direito se forma, e então presta o então chamado de exame da ordem, este acaba por obter o direito de advocacia, ou seja, exercer a sua profissão de maneira legal e reconhecida. Sendo que o direito de advocacia que é exercido pelos advogados, acaba por estar relacionado ao objetivo de manter a ordem moral e também social, e claro, para isto conta com uma série de leis e também obrigações que acabam por fazer parte de território nacional, visto que muitas leis, por exemplo, podem ser aplicadas no Brasil, no entanto, podem não ser reconhecidas por exemplo nos Estados Unidos.

O profissional que exerce a atividade de advocacia, pode acabar por se enquadrar em funções jurídicas diferenciadas, e que podem acabar por ser consideradas como básicas, como por exemplo: a de assessoria jurídica, onde o profissional de advocacia acaba por realizar apenas alguns serviços para uma determinada empresa.

Consultoria jurídica – onde o advogado acaba por realizar a indicação de serviços, assim como também de orientação, no entanto, não acaba por exercer realmente a sua atividade, como por exemplo entrar com uma ação contra alguém sem que haja realmente necessidade ou solicitação por parte de uma empresa ou pessoa.

  • Procuradoria jurídica, sendo que esta acaba por ser relacionada a função de poder público.
  • Auditoria jurídica, onde é utilizado os serviços de advocacia para se procurar por irregularidades por parte do poder publico ou até mesmo de empresas.
  • Controladoria jurídica, planejamento jurídico e também ensino jurídico, que são atividades relacionadas a advocacia que acabam por ter requisitos mais objetivos, assim como também mais específicos por parte da atuação do advogado em questão.