Emagrecimento: Criando Hábito Alimentar Saudável

Hábitos saudáveis

Hábitos saudáveis

Muitas pessoas querem viver de modo saudável e até mesmo emagrecer. Emagrecimento significa rejuvenescimento, tornar-se saudável. Uma pessoa gorda ou muito magra não é saudável. Não são elementos externos que nos deixarão saudáveis – como parar de comer doces ou tomar remédios. A verdadeira saúde envolve mudar a mente que se reflete nos hábitos.

Uma dieta saudável e balanceada não significa comer pouco (nem muito), nem deixar de comer alimentos saborosos, também não precisamos parar de comer doces nem carnes. Não é preciso comer apenas vegetais, legumes, verduras, grãos, frutas etc. Podemos comer normalmente, mas seguindo o princípio da nutrição correta.

Primeiro de tudo é necessário saber que os alimentos servem para nutrir o corpo. Alimentos não são um tipo de diversão ou passa-tempo; isso é a primeira coisa que necessitamos saber. Então, não devemos considerar o sabor como o fator de escolha sobre o que vamos comer. Consideramos as propriedades nutritivas primeiro, depois o sabor.

Isso significa que o propósito dos alimentos é satisfazer a saúde do corpo e não a língua. Por outro lado, não quero dizer com isso que os alimentos não devam ser saborosos ou apetitosos; eles não precisam ser ruins. Necessário é encontrar a moderação. Moderação é a palavra-chave. Não exagerar no que não nutre (como os doces), nem no tempero.

Sabemos que verduras (alface, acelga, couve, rúcula, agrião etc.), legumes (cenoura, tomate, brócolis, azeitona, ervilha, abóbora etc.), grãos (arroz, feijão etc.), raízes (como a mandioca, batata etc.) são os preferidos para o almoço. Um ou dois pedaços de carne vermelha são bem vindos (evite-se carne de porco*). Carne branca, como a dos peixes são muito bem vindas.

As massas são massas, enchem muito e nutrem pouco. Não são bons pratos para compor o dia-a-dia, mas podem ser inseridos no cardápio em forma de variação, por exemplo, uma vez por semana. Ainda assim, existem receitas mais adequadas que devem ser observadas. As massas, em geral, são bem vindas em ocasiões especiais, comemorativas.

As frutas são essenciais. A melhor maneira de inserir as frutas no cardápio diário é em forma de sucos. As frutas também, podem ser o nosso café da manhã. Se tomarmos sucos de frutos todos os dias estaremos cumprindo com as recomendações dos nutricionistas.

Frutas

Frutas

Mudança de hábito: Nutrição Correta

Não basta conhecer quais alimentos são mais adequados ou elaborarmos uma dieta maravilhosa se não sabemos nos controlar, ou seja, se somos impulsionados pelo ‘viver para comer’ em vez de ‘comer para viver’. Mudança de hábito, nutrição correta, é ‘comer para viver’. Ver os alimentos como ‘remédios’ ou ‘necessidades’ e não produtos de consumo ou diversão.

Assim, um dos fatores principais em uma alimentação é: ‘não encher a barriga’. Pensamos que quando estamos de ‘barriga cheia’ é porque comemos bem e não é bem assim. Na realidade, ‘encher a barriga’ significa comer mal. Comer bem significa comer alimentos saudáveis e de modo saudável. Se observarmos este princípio de ‘não encher’ a barriga iremos corrigindo nos hábitos alimentares.

Para ajudar a mantermos uma dieta saudável é recomendável a realização de jejuns. Porque não somente nos ajuda a nos manter na linha, como também favorece a purificação ou desintoxicação do corpo. Os jejuns, bem feitos, melhoram nossa disposição e vigorosidade, e fortalece o sistema imunológico.

Por isso, elaborei uma dieta muito especial, em que qualquer pessoa – que não esteja doente – pode praticar. Trata-se de uma dieta onde realizamos jejuns semanais. Este jejum deve ocorrer uma vez por semana, à sua escolha. Recomenda-se guardar o sábado ou domingo, ou ainda, o fim de semana inteiro.

O jejum de um dia pode ser acompanhado de sucos ou somente água. O jejum de dois dias pode ser acompanhado de vitaminas, que substitui as refeições: café da manhã, almoço, café da tarde e janta. Durante o jejum nenhum alimento sólido deve ser ingerido, apenas líquidos.

Este hábito pode ser incorporado à vida, ou praticado quando necessário, para restabelecer ou realinhar nossos hábitos alimentares. Para iniciar você pode experimentar esta dieta por 3 meses e observar os efeitos em seus hábitos, apetite e assim por diante. Este jejum deve ser acompanhado pelo princípio de ‘não encher a barriga’.

Vitamina: Vale Refeição

O principal ingrediente é a banana. Uma vitamina de banana é o suficiente. Mas você pode acrescentar mel à gosto. A vitamina pode substituir a janta, por exemplo. (Esta é outra dica de dieta).

Nesta receita, vamos elaborar uma super-vitamina, completa. E que pode ser usada para substituir todas as refeições durante o jejum proposto acima. O jejum com esta vitamina pode ser de até 1 semana. Mas neste caso, recomenda-se acompanhamento de nutricionista. A minha recomendação é um jejum de no máximo dois dias.

Ingredientes:

1 (ou 1 e 1/2) banana nanica (caturra)**;
1/2 maça (ou 1);
Mel (à gosto);
Tahine (à gosto) ou pasta de gergelim;
Leite (preferencialmente com lactose reduzida).
Modo de preparo:

Fatie a banana e a maça, e bata tudo junto com o leite no liquidificador. Adicione mel e tahine à gosto. Você pode colocar cerca de 300 a 500ml de leite. Você precisa experimentar qual a densidade favorita – quanto mais leite menos concentrado.

Como sugestão, você pode experimentar 2 colheres de sopa de mel e 1 colher de sopa de tahine com 500ml de leite. Esta é uma receita não somente deliciosa para o paladar mas para o corpo e para a saúde!

Dica: Utilize frutas orgânicas.

* A carne de porco não é favorável por que os hábitos do porco produzem uma carne de má qualidade, que afeta nossa disposição física, emocional e mental de modo negativo. Do mesmo modo, deve se evitar carne de camarão que é o lixeiro do mar, bem como carne de peixes de couro.

** Caso você esteja com enfermidades do estômago, infecções do fígado, gota, inflamações dos rins, cálculos biliares etc., você pode utilizar a Banana-maça.