Dicas para Quem Vai Morar em Apartamento

Muitas coisas fazem com que as pessoas decidam morar em apartamento. Seja pela comodidade, localidade ou mesmo segurança, mudar para um edifício pode ser algo novo para muita gente. Esse pequeno artigo foi elaborado para quem é marinheiro de primeira viagem e não sabe bem como é morar nesse tipo de residência. As dicas abrangem desde a mudança até a instalação de telas de proteção nas janelas até a convivência com os vizinhos, saiba mais.

Cuidados para quem tem criança

Quem for mudar para um apartamento e tem filho deve se atentar a instalação da tela de segurança para a proteção dos pequenos. Indicada também para famílias com idosos ou animais de estimação, a tela de proteção evita acidentes sérios e deve ser instalada antes da mudança. Dessa forma é possível chegar já em segurança e ter de se preocupar só com a organização das coisas.

Mudança

A organização deve prevalecer na hora de fazer a mudança, mas não é preciso se desesperar. Mesmo quem vai morar em um prédio sem elevador pode realizar uma mudança tranquila e sem dor de cabeça. Primeiro é necessário ver com antecedência o serviço de frete e depois começar a encaixotar as coisas. Nomeie as caixas e principalmente aquelas que tiverem objetos frágeis, as últimas a entrarem no caminhão. Objetos como armários e criados mudos também podem ser usados para armazenar os objetos das mudanças, mas tenha cuidado com o peso, assim, dê preferência a roupas de cama e travesseiros.

Mudança

Para facilitar na hora de desempacotar, numere as caixas com o mesmo número dos cômodos, ou você pode usar uma cor para cada. Assim, as caixas podem ser colocadas nos cômodos correspondentes de forma organizada e fica mais fácil de tirar depois. Informe a empresa de mudanças quais as caixas ou móveis mais pesados, deixando os mais leves na entrada do apartamento. Separe em uma mochila as peças de roupa que serão usadas nos primeiros dias depois da mudança, caso a retirada dos objetos demore mais do que o necessário.

Informação é a solução

Para não ter problemas com os demais moradores, antes de realizar a mudança você pode conversar com o síndico ou dono do prédio para verificar quais são as regras do prédio, como é cobrado o condomínio, valores e responsabilidades do morador. Ter ciência de como funciona o prédio e as medidas de seguranças adotadas vão garantir o bom sono a noite. é bom saber de tudo antes de mudar, pois assim evita sustos e problemas com os demais moradores. É claro que o bom senso conta muito nessas horas e se possível converse com os futuros vizinhos para saber como é a nova vizinhança.

Quem tem animal de estimação deve se informar das regras antes de mudar: se é permitido ou não, qual o horário o horário que pode passear, quais as áreas onde é permitido andar com ele são algumas das questões que devem ser respondidas. Além disso, o local destinado ao pet e onde ele vai fazer suas necessidades também devem ser levadas em consideração.

Limpeza e pintura antes da mudança

Pintando apartamento

Antes de mudar realize a limpeza do local ou mesmo a pintura antes de mudar. Se possível realize a pintura com amigos e economize com pintor, mas nada de extravagâncias. Caso queira algo mais difícil de conseguir, como grafiato ou aplicação de textura, o pintor é o mais indicado. Pintar o apartamento antes de mudar tira o incômodo do cheiro da tinta e de todo o transtorno da pintura de uma casa.

A convivência no apartamento

A maioria dos problemas enfrentados por síndicos e moradores poderia ser resolvida com diálogo e bom senso dos moradores. Algumas pessoas não fazem barulho, não reclamam e não incomodam e a maioria delas exige tudo isso em troca. Com razão, afinal o respeito é para todos e por essa razão tente manter as coisas em ordem, sem incomodar os vizinhos. Caso ocorra o contrário e seus vizinhos é quem estão incomodando, o ideal é solicitar a presença do síndico, que poderá intermediar a conversa, mas sempre com muita educação para não “perder o amigo” ou arrumar um inimigo e o pior: mora ao lado.

Outras situações podem ser resolvidas com o estatuto do prédio. A maioria dos edifícios e condomínios possui um. Com ele é possível ter um diálogo melhor com os vizinhos, mas se você é como dizem “gente boa”, possivelmente não terá problemas com os demais moradores. No mais, aproveite as facilidades de quem mora em um prédio e faça o possível para se dar bem com as pessoas que trabalham e moram no condomínio.