Dez Motivos para Criar Sites com WordPress

O WordPress é mesmo um CMS incrível. Ele possui várias vantagens em relação ao desenvolvimento de sites da forma convencional (manual). Neste artigo vou citar dez pontos que devem convencer você a preferi-lo na hora de fazer um site. Antes, é importante que você saiba o que é CMS. A sigla CMS significa Content Management System, ou seja, sistema de gerenciamento de conteúdo. Se você pensou no painel de controle, pensou certo, o WordPress já vem com um painel de gerenciamento todo pronto para te permitir editar teus conteúdos facilmente.

sites em wordpress

Dez Motivos para usar o WordPress

Agora que você já sabe o que é um CMS, vejamos dez pontos que tornam o WordPress tão especial:

  1. Software Open Source. O WordPress possui código fonte aberto, ou seja, além de poder baixá-lo e utilizá-lo gratuitamente, você pode modificar o código fonte dele como bem desejar.
  2. CMS Poderoso. O WP possui um painel de gerenciamento muito poderoso. Através do painel você pode editar completamente: Categorias, Páginas, Posts, Tags, Plugins, Temas, Mídias, etc.
  3. Otimizado para Mecanismos de busca (SEO). O WP te permite otimização máxima, basta você saber o que fazer. Por exemplo, alguns dos recursos que podemos destacar aqui são:a) Você pode trabalhar com urls amigáveis
    b) Você pode definir o título do artigo como quiser, independente do url
    c) Você pode fazer upload das imagens facilmente na página de criação de posts, bem como configurar o atributo alt (texto alternativo).
    d) Na página de edição de posts você pode criar subtítulos facilmente, destacar palavras-chave, etc.
  4. Suporte a Temas. Através do recurso temas, você pode mudar completamente o visual do teu site com apenas alguns cliques. Na internet você encontra centenas de sites que oferecem temas gratuitos para WordPress, então basta escolher um que lhe agrade, enviá-lo para a pasta de temas, navegar até a área de temas e alternar para o novo tema. Esta opção também te permite, obviamente, criar vários nichos de sites em minutos, apenas usando um tema diferente para cada um.
  5. Suporte a Plugins. Plugins, neste contexto, são scripts separados que executam funções específicas e que podem ser instalados no teu site facilmente. Você pode adicionar novos recursos à teu blog simplesmente instalando um novo plugin que executa uma nova tarefa. Para instalar novos plugins basta ir na seção Plugins > Adicionar Novo.
  6. Suporte a Ações. Por exemplo, uma ação é o wp_footer. Usando-se desta opção, você adicionar uma função tua que também será executada quando o rodapé do blog for invocado. Para definir ao WordPress que tu quer executar a tua função faz_algo_no_rodape(), bastaria adicionar o código add_action(‘wp_footer’,’faz_algo_no_rodape’) ao arquivo functions.php do teu tema atual.
  7. Suporte a Filtros. Diferente das ações, os filtros permitem você modificar dados antes que eles sejam exibidos na tela do usuário. Um exemplo de filtro é o wp_content() que serve para modificar o conteúdo do blog. Por exemplo, se você quisesse adicionar o texto “Bem vindo” antes de cada post, poderia adicionar um filtro da seguinte forma: add_filter(‘wp_content’,’minha_funcao’). E a tua função minha_funcao poderia ser algo do tipo:
    function minha_funcao($content){
    return "<p>Bem Vindo</p>" . $content;
    }
  8. Instalação automatizada. A grande maioria dos servidores de hospedagem web oferecem algum instalador de scripts que fazem a instalação do WordPress para você em questão de poucos minutos.
  9. Recursos de Privacidade nativos. Você pode tornar uma dado conteúdo restrito com senha, onde somente quem tiver a senha que tu cadastrou, terá acesso ao mesmo. Outro recurso de privacidade nativo é oferecer a opção de não permitir que os mecanismos de busca indexem teu blog. Em alguns casos específicos este recurso é interessante. O WordPress também trabalha com vários níveis de usuários, sem falar que tu pode liberar ou não o cadastro de novos membros em teu site.
  10. Comunidade de usuários grande. O WordPress é o CMS mais utilizado do mundo para criação de blogs, possui uma comunidade de usuários gigante, o que torna fácil conseguir encontrar ajuda sobre ele na internet.

Conclusão

Por fim, listei aqui apenas alguns dos recursos do CMS WordPress, mas ele possui muito mais. A melhor forma para ir aprendendo todos eles é você fazer uma instalação e começar a mexer. Ah, caso tenha ficando qualquer dúvida, deixe teu comentário que assim que possível eu respondo.