Crítica de Single: Joss Stone, The High Road

  • Artista: Joss Stone
  • Música: The High Road
  • Álbum: The Soul Sessions Vol. 2
  • Gênero: Soul / Jazz

Crítica

The High Road é mais uma daquelas músicas super reflexivas e inspiradoras que só Joss Stone sabe fazer. A versão de Joss é um cover da banda Broken Bellls. A voz marcante dela combina com os arranjos instrumentais, que, particularmente, me dá uma calmaria e uma sensação muito gostosa. Mais uma música que vai tocar no meu carro quando eu estiver viajando. O videoclipe mostra Joss Stone em um metrô, descendo da estaçã oe indo parar em uma floresta escura e surreal. O Mistério fica no ar o clipe todo. Relógios derretidos fazendo alusão de Salvador Dalí, em “A Persistencia da Memória” se encaixam perfeitamente com o significado literal da canção, onde Stone diz que “É muito tarde para mudar de idéia” (“It’s too late to change your mind”).

Elefantes, fogueiras e fadas(?)… uma verdadeira viagem na imaginação. Um templo surreal. É muito difícil de se interpretar o real significado do clipe, mas entende-se que Joss Stone conta a história de alguém tomou decisões que já não são mais reversíveis e que causam sua derrota. Analise a cena do xadrez, onde uma figura assombrosa dá o xeque-mate… Uh, medonho, não? Stone soube ser criativa no clipe, apesar da música não ser originalmente de sua autoria, ela soube transmitir uma mensagem de auto ajuda muito bacana, pra quem quer que seja, além de mostrar que continua uma gata!

Minha nota para a música é 8,0.

Vídeo

[kkytv id=”K0SnOpT6R8g” width=”560″ height=”315″]