Crédito pessoal: muito cuidado na hora da contratação

Crédito financeiro pessoal

Crédito financeiro pessoal

Seja na hora de realizar um sonho, ou na hora de resolver um problema inesperado, a procura pelo crédito pessoal está se tornando cada vez mais comum na vida dos brasileiros. Bancos e instituições de crédito investem muito em publicidade e na busca de novos interessados na contratação de empréstimos e financiamentos.

A oferta de dinheiro fácil, no entanto, pode se tornar uma grande dor de cabeça. Seja por altas taxas de juros, por cobrança de tarifas de abertura de crédito ou por cláusulas minúsculas muitas vezes não lidas pelo contratante, a verdade é que muitos têm sofrido por conta do endividamento por impulso.

O bom senso recomenda que uma dívida seja contraída apenas se obedecer a três regras bem claras: necessidade, capacidade e planejamento. Em outras palavras, só se deve buscar uma alternativa de crédito aquela que pessoa que precisa efetivamente do recurso, sabe que a parcela contraída cabe em seu orçamento, e tem um roteiro para amortização do valor emprestado sem maiores delongas.

Uma vez tomada a decisão de endividar-se é essencial a consulta a diversas instituições bancárias, comparativos de prazo, taxas e parcelas, sempre com a intenção de economizar. Além disso, estar atento às “letras miúdas” evitará transtornos e reclamações posteriores.

Lembre-se: dívida boa é aquela que resolve problemas, e não a que gera mais um.