Negros que Fazem Curso para Concursos Poderão Ter Muito que Comemorar no Dia 20 de Novembro

A presidenta Dilma Rousseff pretende anunciar um comunicado no dia 20 de novembro, dia da Consciência Negra que deverá beneficiar milhares de negros e afrodescendentes de todo o país. Trata-se de medidas que beneficiam o ingresso em concursos públicos instalando a política de cotas raciais, medida esta que beneficiará milhares de negros que estão se preparando em curso para concursos. Além da facilitação em editais públicos, a ordem ainda tem como meta incentivar o setor privado, através de incentivos fiscais, ao preenchimento de vagas para funcionários negros. Esta medida mal foi anunciada e já esta gerando polêmica por todo o Brasil.

Índice de aprovação de negros caiu muito nas últimas décadas

Durante as décadas de 70 e 80, os concursos para cargos do serviço público eram realizados pelos próprios estados, nesta época, o índice de aprovação era de a cada 5 aprovados, 2 eram negros. A partir do momento em que estes concursos passaram a ser nacionais, o índice de negros caiu para 0,5 a cada 5 aprovados. O presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial de Mato Grosso (CEPIR), Pedro Reis, afirma que de acordo com os últimos resultados do IBGE, o número de candidatos negros aprovados nos concursos é um fato alarmante e que gera muitas preocupações: “… tinha que passar dez brancos pra você ter a chance de achar um negro”.

O número percentual de vagas destinadas para o sistema de cotas raciais ainda não foi definido, porém, só no poder executivo existem por volta de 574 mil funcionários públicos civis. Reis ainda enfatiza que esta medida não é um tipo de descriminação e sim uma maneira mais justa de igualar as chances de pessoas de diferentes etnias e origens para o serviço público.

Sistema de cotas diverge opiniões de algumas pessoas

Muitas pessoas são contra a este sistema de cotas. O colunista da revista Veja, afirmou em sua coluna para o site da revista que a implantação deste sistema no país é um “ABSURDO!”(sic): “…uma barbaridade está sendo gestada na dita Secretaria da Igualdade Racial: cotas em concursos públicos, doutorados e até filmes. Querem um país dividido em tribos”. Discordâncias a parte, esta medida é de extrema importância para aqueles que irão se beneficiar. Geralmente, a maioria das pessoas que após horas de trabalho, com cansaço e ainda encontram força para estudarem em preparatórios, cursos online, são negros, de origens humildes que sonham com um futuro melhor.