COPAN é Revitalizado em Homenagem a Oscar Niemeyer

Edifício Copan homenagem da construtora Tibério

O prédio mais famoso da cidade de São Paulo ganhará reforma em homenagem a seu fundador. Idealizado por Oscar Niemeyer na década de 50, o Conjunto Copan poderá ser o primeiro a colocar em prática uma das cláusulas da Lei Cidade Limpa, que permite publicidade que contribua com melhorias urbanas, ambientais e paisagísticas.

A obra, que custará entre R$ 35 e R$ 40 milhões, inclui a revitalização da fachada e um museu no terraço em homenagem a Oscar. A primeira parte do projeto já foi iniciada com a verba do próprio condomínio, que aguarda o patrocínio de empresas privadas em troca de estamparem suas marcas em uma tela holofônica, que cobrirá parte da fachada.

Edifício Copan, uma homenagem da Construtora Tibério

O projeto

“Não é o ângulo reto que me atrai. Nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual.”

Foi em cima dessa frase que Oscar Niemeyer definiu sua maneira de criar. Em um período em que São Paulo clamava por modernidade, o arquiteto aceitou o pedido da Companhia Pan-Americana de Hotéis e Turismo e se engajou em conceber a maior estrutura de concreto armado do País.

Com 1.160 apartamentos divididos em 6 blocos que abrigam cerca de 2.038 moradores, um cinema atualmente ocupado por uma igreja evangélica e uma área comercial de 72 lojas, o projeto sofreu alterações e não foi executado como o arquiteto queria.

A fachada

Do projeto original desenhado por Niemeyer, só a parte externa foi seguida. Fator que fez com que ele perdesse o interesse na obra, e passasse a execução para Carlos Lemos. As mudanças previam a diminuição do apartamento, para que coubessem mais unidades.

Tempo de paz

Antes de morrer, em dezembro de 2012, Oscar fez as pazes com um de seus maiores legados, após tê-lo renegado durante anos. Depois de ver a maquete para a revitalização do Copan, o arquiteto pediu para o ministro da cultura o tombamento do edifício.

A vida de um gênio

Em 15 de dezembro de 1907, nasceu na cidade do Rio de Janeiro o carioca que revolucionaria a arquitetura e levaria para o mundo uma nova visão do Brasil. Durante seus 104 anos de vida, Oscar Niemeyer projetou o Distrito Federal, o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto, o Centro Cultural de Le Havre – França, o Sambódromo do Rio de Janeiro, a sede da ONO – Nova Iorque, e muitas outras obras que marcaram a história.

Após 60 anos de sua inauguração, o edifício Copan continua sendo um dos imóveis em São Paulo mais completos da cidade.