Contraindicações do Toragesic® envolvem pessoas com insuficiência renal e gestantes

Confira quais as pessoas que não podem tomar o Toragesic.

Confira quais as pessoas que não podem tomar o Toragesic.

O Toragesic®, um dos anti-inflamatórios mais importantes e recomendados do mercado farmacêutico, é um forte aliado para quem precisa combater aquelas dores regulares, sejam elas moderadas ou severas. Seu arsenal químico é incontestável: pertencente à família dos anti-inflamatórios não esteroides, ele tem como finalidade combater a raiz da inflamação, ao inibir a produção de cicloxigenase (COX) nas células dos órgãos adoecidos.

Ainda assim, sua popularidade tem feito com que muitas pessoas se automedicassem e o comprassem de forma incorreta, às vezes em estabelecimentos duvidosos. Afinal de contas, mesmo que ele tenha muitos benefícios, ele só pode ser prescrito sob orientação médica, já que seus efeitos colaterais são contraindicados para pessoas de alguns grupos específicos.

São várias consequências indesejadas que podem surgir ao longo de seu uso. Ele pode causar problemas gástricos (como úlceras, náuseas, gastrite, diarreia e vômitos), neurológicos (ansiedade, sonolência, nervosismo, suor excessivo e cefaleia) e ainda hipertensão e aumento da frequência urinária. Assim, esses efeitos devem ser observados com cautela e tornam seu uso impeditivo para alguns indivíduos.

Confira a seguir quais as contraindicações do Toragesic®, de modo que sua saúde esteja assegurada mesmo com um longo tratamento medicamentoso.

Pessoas com histórico de úlcera gastrointestinal

Dentre os públicos vulneráveis, estão pessoas que já tiveram ou têm problemas gastrointestinais.

Dentre os públicos vulneráveis, estão pessoas que já tiveram ou têm problemas gastrointestinais.

Esse fármaco, desenvolvido e fabricado pela Aché, não é recomendado para pessoas que já tiveram problemas gástricos. Afinal, devido à presença de ácido acetilsalicílico em sua composição e à sua ingestão oral, ele pode agredir as paredes do estômago e do intestino, causando assim machucados internos conhecidos como úlceras gastrointestinais.

Pessoas que já tiveram ou costumam ter gastrite também não devem consumir o Toragesic®. Em virtude de seu teor ácido, ele pode elevar o pH de todo o sistema gástrico e, assim, ocasionar dores e problemas maiores que as inflamações originais que ele combate.

Pessoas com insuficiência renal

A cicloxigenase inibida pelo medicamento é a responsável pela prostaglandina, uma substância lipídica que, embora cause a inflamação, também tem como fim ajudar na perfusão renal, isto é, a entrada de líquidos nos rins. Logo, com a diminuição do nível de prostaglandina, os rins acabam perdendo eficiência e, assim, a insuficiência renal é estimulada.

Pessoas com histórico dessa doença ou com propensão a desenvolvê-la não podem consumir o Toragesic®, já que ele acaba reduzindo drasticamente o nível de prostaglandina. Além disso, mesmo com pouca perfusão renal, o sistema excretor eleva a vontade de urinar, o que ocasiona dores e complicações para esse tipo de público.

Pessoas com insuficiência cardíaca

A redução do fluxo sanguíneo renal, causada pela menor perfusão, aumenta os riscos de ataque cardíaco, já que o coração se sobrecarregará para dar maior vazão aos rins e a seus órgãos complementares.

Dessa forma, pessoas que já tiveram algum enfarto ou o público vulnerável a esse problema não podem utilizar o remédio, que, além de ser fortemente associado à queda da perfusão renal, causa retenção de sódio, água e potássio.

Gestantes e lactantes

Outro público de risco são as gestantes e lactantes, em virtude da composição do Toragesic.

Outro público de risco são as gestantes e lactantes, em virtude da composição do Toragesic.

Estudos laboratoriais comprovaram que o Toragesic® é contraindicado para grávidas ou para mães que estão amamentando os filhos. Além de causar atrasos no nascimento dos bebês – o que causa distúrbios pós-maturos –, o remédio contém substâncias nocivas que podem passar ao leite materno.

Afinal, o medicamento é uma das mais populares versões de cetorolaco de trometamina, um composto químico que tem trometamol, extremamente prejudicial à saúde de recém-nascidos.

Ainda assim, cada caso é um caso e, por isso, dependendo do nível da inflamação, gestantes e lactantes podem conversar com seu médico para saber se realmente ele é um produto arriscado. Suas vantagens e seu forte poder anti-inflamatório podem até superar os possíveis malefícios, desde que haja um acompanhamento médico preciso e intensivo.

Outros públicos de risco

E, por fim, o Toragesic® é contraindicado para pessoas com sangramento cerebral, pacientes com alto risco de hemorragia, portadores de asma brônquica, pessoas com hipersensibilidade ao cetorolaco de trometamina e indivíduos com diátese hemorrágica, que estão utilizando anticoagulantes.

Dessa forma, em caso de inflamações e dores agudas de nível moderado ou intenso, procure um médico e descreva seu histórico de saúde. É com sua experiência e com sua prescrição que você poderá ter acesso a um tratamento eficiente, sem riscos nem tampouco sustos, em que sua vida poderá voltar ao normal o mais rápido possível.