Consciência Ecológica – Aprenda com as Crianças!

Consciência Ecológica

Consciência Ecológica

Dizer que as crianças são o futuro da nação é lugar-comum, expressão tão repetida que já perdeu a graça! Até por que, não é necessário esperar tanto tempo para reconhecer a importância dos pequenos. É certo que eles ainda não têm maturidade para fazer suas próprias escolhas de forma consciente, não podem votar, tomar decisões importantes e nem praticar os atos mais simples da vida civil! Mas as crianças são hoje grandes formadoras de opinião, e têm colaborado fortemente para incentivo de atitudes e consciência ecológica nos pais e outros adultos que as cercam! Afinal, as crianças enfrentarão os desafios do futuro!

Isto por que os adultos são de uma geração diferente, em que a luta em voga era a liberdade de expressão, o voto feminino, o direito de ir e vir livremente… Neste contexto, infelizmente a ecologia passou longe! Hoje, entretanto, a briga é outra, lutamos para que nossos netos tenham água potável disponível, para que o buraco na camada de ozônio pare de crescer, para que o ar que respiramos não contamine nossos pulmões, para manter as espécies e para acumular menos lixo!

Consciência Ecológica

Consciência Ecológica

E sabe quem está comprando essa briga? Os pequenos! Eles aprendem na escola, assistem nos jornais e sozinhos conseguem perceber a gravidade do problema! São as crianças que vêem nos repreendendo por jogar papel no chão, por não separar o lixo, escovar os dentes com a torneira aberta, por demorar no banho, por não nos preocupar com o tipo de embalagem dos produtos que consumimos! Felizmente, apesar da pouca idade e da maturidade reduzida, com a cabeça fresca e a mente aberta, nossos filhos conseguem dimensionar o problema e dão show quando o assunto é ecologia! Toda criança tem o direito de ser criança, porém, criança com consciência ecológica!

O importante nisso tudo é ter humildade para aceitar a lição dos pequenos e incentivá-los a comprar essa briga, lutando lado a lado. Para isso, vale plantar, reciclar lixos domésticos, criar meios de reutilizar a água, optar pelas embalagens recicláveis, pelas marcas que prezam pelo meio ambiente e não fazem testes em animais e se preocupam em minimizar os danos na cadeia produtiva! Aliás, vale tudo para dar o exemplo, lembrando que, o que está em jogo, são justamente as nossas vidas e o nosso bem estar!