Conheça os diferentes tipos de válvulas industriais

É possível encontrar no mercado mais de tipo de valvula industrial e, embora todas elas tenham a intenção de conter completamente ou controlar diferentes fluxos, é importante saber quais são os diferentes tipos.

Trata-se de uma peça de fundamental importância para os mais variados projetos e, por isso, deve ser muito bem escolhida na hora da aquisição. Mas, com tantos modelos disponíveis, como saber qual é a melhor válvula?

Conheça os diferentes tipos de válvulas industriais

Continue lendo esse artigo, descubra mais sobre os variados modelos de válvulas que podem ser aplicadas nos diferentes projetos industriais e entenda porque elas possuem essas variações.

Para que serve uma válvula?

O princípio de uma válvula é regular ou conter o fluxo de diferentes elementos. Eles podem ser gasosos ou líquidos, como é o caso do óleo e da água. Elas são usadas não somente como parte do processo de realização de um projeto, mas também como um artefato de segurança para proteger os trabalhadores que estão ali, evitando vazamentos que podem comprometer o solo e a saúde das pessoas.

Para que consigam trabalhar com diferentes tipos de elementos, as válvulas também foram divididas em diversos modelos, cada uma com uma função ou finalidade específica.

Cada tipo de válvula possui a sua característica particular, que o diferencia dos demais, e o torna fundamental para determinada atividade. Conheça alguns desses modelos:

Válvula borboleta

A borboleta é usada para bloqueio total ou regulagem de fluxos e pode ser utilizada em diferentes aplicações. Ela tem a vantagem de ter um custo geralmente mais baixo do que as demais e fornece uma ótima vedação para dispositivos de combate a incêndio. O seu funcionamento é melhor com fluxos de baixa pressão.

Válvula agulha

Elas são produzidas com aço inoxidável e são muito utilizadas em diversos setores industriais, como o aeroespecial. A vedação é feita por meio de uma haste e um volante. Ela tem um processo de fechamento muito preciso e resistente, o que a faz ser essencial para fluxos de alta pressão, sejam eles líquidos ou gasosos.

Válvula Esfera

Comumente utilizada em sistemas de abastecimento de água, fábricas de processamento de alimentos, indústria farmacêutica e indústria química, a esfera tem um poder de conter principalmente o fluxo de fluidos. A sua aplicação se assemelha muito à da válvula borboleta.

Válvula de bloqueio

Essa válvula consegue conter diversos tipos de fluidos, como gases, vapores, óleos e líquidos em geral. Dentro dos modelos de válvulas de bloqueios existem outros subtipos, como aqueles voltadas para retenção, proteção de ruptura ou as válvulas de duas vias.

Válvula de Gaveta

A válvula de gaveta é mais versátil e pode ser utilizada tanto em instalações industriais quanto residenciais. Sua grande vantagem é que ela é fabricada a partir de diferentes materiais, de acordo com a necessidade da instalação, como aço inoxidável, bronze ou ferro. Em residências, o seu uso geralmente é em instalação sanitária.

Válvula Globo

Esse modelo é usado para conter fluidos mais oleosos e viscosos. Por isso, é geralmente aplicado em engenharia de gasodutos.

Válvula Pistão

A válvula pistão é usada para impedir que um fluido retorne e, com isso, ela protege a tubulação e a bomba. A sua aplicação é considerada como contenção de contrafluxo, já que o seu trabalho é contra a volta do elemento.

Qual é a importância das válvulas no processo industrial?

Como dito anteriormente, elas são extremamente necessárias e fundamentais para o processo industrial e em muitos processos residenciais também. Para que a aplicação seja precisa e funcional, no entanto, é necessário que a válvula correta seja aplicada.

Como escolher a melhor válvula?

A melhor forma de escolher a válvula é analisando com antecedência qual é o tipo de elemento que ela terá de conter. Válvulas que atuam melhor na retenção de líquidos e óleos nem sempre são as mais indicadas para fluidos gasosos, por exemplo.

Além disso, o processo de engenharia deve ter exatamente qual é a dimensão de cobertura que a válvula terá de atuar, para que, assim, o tamanho seja definido com precisão. Outro ponto fundamental a considerar é a corrosão.

Se a válvula aplicada não for de material resistente ao fluído em questão, ela rapidamente será danificada, comprometendo o sucesso do projeto e colocando a segurança em jogo.

As válvulas que são voltadas para o processo industrial são passíveis de manutenções e substituições. Acima de tudo, elas possuem um poder de vedação muito alto, e algumas delas conseguem resistir até mesmo a pressões superiores à atmosférica.

Dentro de uma planta industrial, essas instalações podem representar até 15% de todo o trabalho. Portanto, são de grande impacto para que tudo funcione bem. Escolher devidamente a válvula é um ponto que exige extrema atenção e participação de mão de obra qualificada.