Conheça as Técnicas de Massagem e Descubra a Melhor para Você

Uma boa massagem nos ombros, às vezes, é tudo o que uma pessoa precisa no fim daquele dia estressante no trabalho. O poder do toque é impressionante. Mas há casos em que é preciso um especialista para resolver o problema, pois a massagem profissional é considerada uma verdadeira terapia complementar. Existem diversos tipos de massagens disponíveis para os mais variados distúrbios, desde dores localizadas a problemas de circulação, e algumas técnicas surgiram há milhares de anos atrás, vindas da Grécia, da China e da Índia.

Técnicas de massagem

Técnicas de massagem

O Shiatsu e a reflexologia são algumas das massagens de toque mais populares, além da massagem clássica. Elas têm uma técnica em comum: o toque carinhoso que os mamíferos, em geral, usam em sua prole e os humanos também usam em animais de estimação. Consiste daqueles movimentos circulares, amassando ou alisando os músculos, que mães fazem para ajudar os seus filhos a relaxar para ir dormir, ou simplesmente para demonstrar o seu afeto. No caso da massagem profissional, o efeito desejado é conseguido mais rapidamente ao se fazer movimentos repetitivos propositais com o intuito de relaxar a musculatura.

Outras técnicas são mais específicas, como a drenagem linfática. Ela é feita com fortes movimentos de amassamento sobre áreas com gordura localizada, por exemplo, mas também serve para melhorar a condição geral de uma determinada parte do corpo. A massagem indiana conhecida como Ayurveda é considerada o princípio da medicina e é usada por médicos e fisioterapeutas. Já a técnica chinesa conhecida como Anma é feita através da pressão e massagem dos meridianos para promover um processo de cura natural do corpo.

Para uma auto massagem, pode-se seguir dois caminhos: o mais comum, com óleos ou cremes de massagem e usando o instinto e massageadores como guia para a técnica, ou seja, sem qualquer preparação prévia, como a que se faz em bebês, ou pode-se aprender uma técnica mais elaborada, como o Do-in. Surgida no Japão, ela usa dois tipos de toques específicos, um para sedar – pressionando um meridiano de forma contínua – e outro para estimular – através da pressão intermitente de um ponto da anatomia.