Compra de imóveis usados requer cuidados

Em alguns momentos da vida, seja por um emprego novo, por um casamento ou pela chegada de um novo membro à família, é preciso mudar de casa. Nesses momentos de mudanças residenciais, há muita dúvida acerca do tipo de imóvel a ser adquirido. Dados dos últimos meses mostram que a maioria dos brasileiros (49%) opta pelo aluguel, 28% apostaram na compra de imóveis usados e 23% preferiram investir em um imóvel novo.

A compra de imóveis usados tem atraído uma parcela da população, pois os preços em geral são mais baixos do que os imóveis novos. Entretanto, é preciso ressaltar que ao adquirir um imóvel do tipo, é necessário investigar a unidade e sua documentação para evitar dores de cabeça futuras. Irregularidades podem desencadear problemas judiciais e até mesmo a perda do imóvel. Para evitar esse tipo de transtorno, confira algumas recomendações:

Matrícula

É recomendação do Procon-SP que o interessado na compra de um imóvel analise sua matrícula. Trata-se de um documento que informa todos os dados técnicos referentes à unidade, incluindo: medidas do terreno, área construída, acréscimos de construção, donos anteriores, hipotecas e dívidas pendentes. Esse documento pode ser solicitado em cartório de imóveis da localidade em forma de certidão.

Compra de imóveis usados requer cuidados

Desapropriação

Também é preciso realizar consulta junto à prefeitura para verificar se há projeto de desapropriação para a região do imóvel. Se houver mediação de imobiliária, é preciso fornecer documentos pessoais e comprovantes de renda em caso de financiamento.

Arredores

Além do imóvel propriamente dito, é interessante avaliar o ambiente em que ele está situado. Tire todas as suas dúvidas com profissionais que conhecem a região e procure estabelecer suas prioridades na hora de avaliar o bairro: ruas movimentadas, comércio, transporte público, hospitais e escolas próximos, trânsito, opções de lazer, entre outras.

Vistoria

É preciso avaliar cuidadosamente o estado do imóvel, já que reformas antes da mudança podem sair caras e devem ser consideradas no valor da compra. Examine toda a documentação, se possível com auxílio de um advogado. Em caso de apartamentos, além de analisar o imóvel, verifique também as condições das vagas de garagem disponibilizadas.

Contrato

Para evitar gastos com a taxa cobrada pelos cartórios, poucos compradores obtêm o contrato de compromisso ou promessa de compra e venda. Esse documento serve como uma garantia de que o negócio será efetuado, evitando que o proprietário desista da venda ou que ocorram golpes em que um mesmo imóvel é vendido para mais de um comprador. Por fim, deve ser lavrada a escritura definitiva, incluindo todas as informações do negócio e os valores cobrados com exatidão.