Como Funcionam os Cabos de Aço

Os cabos de aço são “cordas” feitas de arames entrelaçados em formato de hélice. Foram inventados a mais de 50 anos para fins de guerra (utilização para amarração de bombas sub aquáticas).
Hoje, os cabos de aço são normalmente utilizados em guindates, pontes rolantes, guinchos, pontes estaiadas, gruas e elevadores.
Os cabos de aço possuem vários tipos de formação. Cada qual construído para um devido fim. As construções variam de 6×7 à 6×41, onde o primeiro número indica a quantidade de pernas do cabo, e o segundo número a quantidade de arames que formam as pernas. Quanto mais pernas, mais flexível é o cabo, porém com menor resistência à tração.
Seu interior contém um outro cabo, chamado de “alma”. Esta “alma” pode ser de fibra (sintética ou não) ou de aço (um outro cabo de aço interno). A “alma” do cabo de aço também está relacionada com a flexibilidade e a capacidade de tração, ou seja, os cabos de aço de alma de fibra possuem melhor flexibilidade. Não somente a formação dos cabos de aço, mas também devemos ressaltar que os cabos de aço podem ter diversos acabamentos do aço utilizado em sua fabricação: cabo de aço polido, cabo de aço galvanizado, cabo de aço inox ou cabo de aço revestido. Também, cada um fabricado para um determinado tipo de uso. Os cabos de aço polidos, são recobertos com uma graxa para sua proteção e melhor utilização para equipamentos que possuem roldanas e outros artefatos que terão contato direto com os cabos, protegendo-os. Os cabos de aço galvanizados são cabos como o nome justamente fala com uma galvanização externa dos arames, deixando o cabo utilizável para ambientes externos e que ficarão expostos ao tempo. Os cabos de aço inoxidáveis são fabricados a partir de aço inox e são destinados para ambientes onde há corrosão dos materiais, como o caso da utilização no mar por barcos e outros. E por final, o cabo de aço revestido é normalmente fabricado primeiramente em material galvanizado e revestido externamente por PVC, o que garante um melhor acabamento e destina-se ao uso na fabricação de equipamentos de academia e varais por exemplo.