Como escolher colchões?

Nada como uma boa noite de sono para acordarmos bem dispostos, não é mesmo? A medicina comprova a relação direta entre horas de sono profundo e de qualidade com a manutenção das condições gerais de saúde. Para conseguir dormir bem, é fundamental ter um colchão de qualidade. Quando mal escolhido, o colchão pode transformar o sonho em pesadelo, gerando posturas inadequadas, dores musculares, sono agitado e até mesmo noites em claro.

Para escolher um colchão apropriado, tarefa que pode não ser das mais fáceis, confira as dicas a seguir:

Experimentação

Os colchões são objetos de vida útil longa, e todos nós passamos boa parte de nossas vidas em cima deles. Ao escolher um modelo, a primeira dica é não ter pressa. Visite várias lojas, pesquise modelos e experimente-os sempre que possível, tanto deitando quanto sentando no produto.

Como escolher colchões?

Dimensões

A altura e o peso adequados devem ser itens levados em consideração na hora de avaliar os colchões. É essencial que seja garantida uma distribuição uniforme do peso, evitando que determinadas partes sejam mais sobrecarregadas do que outras.

Se você dorme acompanhado, pode acontecer de os gostos e preferências serem diferentes. Nesse caso, é preciso que o colchão atenda às necessidades de maior densidade, de modo que o produto dure por mais tempo.

Espuma ou molas?

Os colchões de espuma são mais baratos e possuem diversas densidades. O valor da densidade deve ser proporcional ao peso do usuário. Embora se adaptem mais ao formato do corpo, eles tendem a ser menos confortáveis e duráveis do que os colchões de mola, pois se deformam com mais facilidade.

Os colchões de mola, em contrapartida, duram por mais tempo e resistem melhor às pressões exercidas pelo corpo, atendendo a diferentes biotipos. Ao contrário dos colchões de espuma, os colchões de molas não ficam com o “desenho” do usuário e nem pressionam a pele e os músculos, o que pode causar dores. A desvantagem é o preço, que costuma ser um pouco mais elevado.

Selo do Inmetro

Um fator essencial na hora de escolher colchões é verificar a presença do selo do Inmetro. Esse selo é a comprovação de que os produtos, tanto fabricados com espuma quanto com molas, foram aprovados nos testes laboratoriais e são seguros e eficientes. Os fabricantes devem registrar seus produtos junto ao Inmetro (um dos meios de fazê-lo é o sistema Orquestra Inmetro) e submetê-los aos testes. Produtos sem selo, de fabricação nacional ou importados, não devem ser comercializados, sob penas de apreensão de produtos ou pagamento de multas.

Condições de saúde

Pessoas que possuem algum problema de saúde, como osteoporose, bico de papagaio (osteofitose) ou hérnia de disco devem consultar médicos para obter as recomendações especializadas para cada caso.