Comer na Empresa: Restaurante ou Marmiteiro Elétrico?

Trabalhar durante várias horas é uma característica presente em grande parte dos profissionais. Independentemente de seu turno de expediente ou quantidade de dias seguidos, existem algumas questões que refletem a boas discussões. Como o caso da alimentação, por exemplo.

Para atividades profissionais superiores ao número de 6 horas seguidas, a empresa é obrigada a fornecer algum tipo de alimentação para o seu funcionário. Muito comum nos dias de hoje, os vales-benefícios começam a entrar com ainda mais força dentro do universo empresarial, onde os empregadores depositam uma cota mensal para que o seu empregado possa se alimentar (almoço ou a refeição correspondente ao seu turno). Ainda sobre os vales, algumas empresas pagam valores para que o seu funcionário tenha acesso a mais um cartão, criado para auxílio nas compras mensais de sua casa.

Sem entrar em nível de detalhe sobre os vales, podemos exemplificar a questão da refeição como um ponto a ser discutido: “Eu levo comida de casa e uso o marmiteiro elétrico da empresa para economizar um bom trocado, ou gasto o meu vale em restaurantes todos os dias?”

Para responder a essa pergunta, é importante dividir e analisar os pontos.

Restaurantes

Empresário almoçando em um restaurante.Não dá para cravar que comer em restaurante chega a ser uma coisa ruim (Claro, isso pensando na ideia de comer todos os dias em restaurantes empresariais). Contar com um cardápio de variados pratos diariamente é um privilégio legal de se ter, sem falar na praticidade de apenas se acomodar e esperar ser atendido.

Mas precisamos lembrar que algumas coisas que podem tornar essa experiência também um pouco desconfortável. Aquele dinheirinho que poderia ser economizado é um exemplo, mas além dele, acontece muito da comida do lugar começar a enjoar por conta dos temperos utilizados ou a possível lotação do restaurante (que também pode acabar atrapalhando seu horário para descanso).

Marmiteiro Elétrico

Saboroso prato de comida, logo após sair do marmiteiro elétrico.O marmiteiro elétrico pode não ser unanimidade para todos os casos, mas conta com alguns pontos muito importantes a seu favor. Além da questão financeira (que é favorável não somente dentro da empresa), o fato de comer sua própria comida é uma coisa que você vai celebrar com o tempo, sem falar que a praticidade e rapidez em ter o seu prato feito pode garantir um maior tempinho para dar uma relaxada.

É importante lembrar também que essa opção sempre foi e vai continuar sendo muito utilizada por grande parte dos trabalhadores na empresa (ou seja, isso é comum para todos), e por isso não vai ter problema com aquela história de “ter vergonha ou não se sentir bem”. O que te fará bem mesmo, é no final do mês conferir os grandes benefícios de poupar o seu vale de alimentação. Para as empresas, a opção também pode ser válida, já que esta ideia pode ser também muito mais econômica.