Chipset ou Conjunto de Chips

A função do chipset na placa-mãe

Na placa-mãe, é o chipset quem comanda o fluxo de dados entre o processador, memórias e os outros componentes e, por isso, diz-se que o chipset é o principal componente do computador. Pra se ter uma ideia, barramentos como PCI, AGP e ISA, são todos controlados pelo chipset, assim também, como, memória RAM, memória cache, interface IDE, portas paralelas e seriais, enfim, tudo.

Na verdade, o chipset é formado por vários outros chips menores que juntos, internamente, compões o chipset. Cada um desses chips menores tem sua função, por exemplo: um chip controla as memórias, outro chip controla a interface IDE e assim são os outro e por isso, o nome “chipset” ou “conjunto de chips”.

O tipo de barramento que a placa-mãe irá suportar, é determinado pelo chipset e por isso, irá determinar então, quais os tipos de processadores que poderão ser utilizados nessa placa-mãe. Um exemplo disso, é que uma placa-mãe para Pentium II funcionarão a apenas 66MHz e também suportando apenas esse Pentium II e o Celeron, caso a placa-mãe esteja equipada com o chipset LX..

Sabendo dessas informações acima, então, ao pensarmos em comprar uma placa-mãe, precisamos saber quais os tipos de processadores que ela suporta e isso, iremos saber quando antes soubermos que tipo de chipset está soldado nela. Como há vários fabricantes de chipset no mundo, exemplo, Via Technologies. Intel, ALi, SIS, OPTi e outros, então temos que procurar as informações sobre cada chipset. O chipset é tão importante, que ele quem determina a quantidade de memória RAM que pode ter numa placa-mãe, bem como, o próprio tipo de memória, se é SDRAM, DDR-SDRAM, Rambus etc. O chipset também define qual o tipo de discos rígidos serão aceitos, se é do tipo UDMA/33, UDMA/66 e assim vai.

Vejamos algumas das placas-mãe mais vendidas no Brasil

O fim para o qual se destina o computador, poderá definir o tipo e marca de placa-mãe a ser usada, mas, as marcas mais vendidas no Brasil são: Asus, Soyo, Zida/Tomato, Abit, QDI, Pcchips, ECS, Soltek, Tyan, FIC, Gigabyte eEpox. Não se pode confundir a marca da placa-mãe com a do chipset. Por exemplo: Uma placa-mãe pode está usando um chipset ALii e muitos podem dizer que tem uma placa-mãe ALi, mas, isso pode não ser verdade, pois, ela está equipada com chipset ALi, mas ela pode ser uma placa-mãe de um desses fabricantes que citei nesse parágrafo.ou de outro fabricante, até porque, muitos desses fabricantes de chips, não fabricam a placa-mãe e sim, alguns circuitos que são utilizados pelas placas-mãe.Essa dúvida é mais provável de acontecer com placas as quais não se ver a marca dela e nem o vendedor sabe informar. Nesse caso, use programas que identifique o que o computador está usando, tipo, o EVEREST, que é gratuito e muito eficiente.

As placas-mãe podem ser classificadas de acordo com suas características

O chipset usado por ela, assim também como o tipo de soquete (soquete 478, soquete 370, soquete 7, soquete A etc.) e assim por diante, podem classificar uma placa~mãe. Por exemplo: pode ser que você não consiga identicar uma placa-mãe pelo seu nome e fabricante verdadeiro, mas, que você percebe que o seu chipset é um 430TX da Intel. Nesse caso você chamaria essa placa de placa-mãe com chipset Intel 430 TX. No entanto, pelo fato de muitos vendedores não terem o pleno conhecimento técnico, é comum algum dizer que uma placa usando chpset Intel a chame de placa-mãe Intel, até mesmo porque a Intel também fabrica placas-mãe. Isso seri um erro. Seria melhor dizer que era uma placa-mão com chipset “nome do chipset”. Veja mais em Mundo com Informática.