Cartas para Julieta

FICHA TÉCNICA

Diretor: Gary Winick

Elenco: Amanda Seyfried, Gael Garcia Bernal, Vanessa Redgrave, Christopher Egan, Daniel Baldock, Ashley Lilley, Franco Nero, Anna Kuchma

Produção: Ellen Barkin, Mark Canton, Eric Feig, Caroline Kaplan, Patrick Wachsberger

Roteiro: Jose Rivera, Tim Sullivan.

Fotografia: Marco Pontecorvo

Trilha Sonora: Andrea Guerra

Duração: 105 min.

Ano: 2010

País: EUA

Gênero: Romance

Cor: Colorido

Distribuidora: Paris Filmes

Estúdio: Summit Entertainment / Applehead Pictures

Classificação: 10 anos

Um filme que mostra paisagens da Itália encantadoras e envolventes, as plantações de uvas que nos inspiram com um tom afrodisíaco, Além de mostrar o romantismo criado pela cidade de Verona, apresentando caminhos de estradas de terras que nos remetem ao passado, passado da senhora Claire (Redgrave).

Claire londrina havia escrito uma carta há 50 anos, quando precisou tomar uma decisão importante em relação ao seu amor pelo italiano Lorenzo, chega a Verona acompanhada do seu neto Charlie (Egan).

O filme nos transmite carinho, educação, ajuda amizade e o fundamental amor.. Sophie (Amanda Seyfried) trabalha na redação de uma revista, uma mulher que tem o sonho de se tornar uma famosa jornalista e escrever para a revista The New Yorker.   busca uma oportunidade para mostrar seu talento também como repórter. Ela e o noivo Victor (Gael García Bernal), um chef, viajam para Verona, na Itália, pensa que será uma lua-de-mel antecipada, mas para ele, é o momento de aprender novas receitas e fechar com alguns investidores, pois Victor está prestes a abrir seu restaurante na cidade de Nova York.. Decepcionada com os passeios propostos pelo noivo, Sophie passa a conhecer Verona e se interessa por um paredão onde visitantes durante muitos anos postam cartas para Julieta, a do romance “Romeu e Julieta”, por gostar de escrever Sophie passa a ter interesse, por estas cartas e, principalmente, o porquê das pessoas confiarem tanto nesse trabalho. É então que ela pega uma carta de Claire para Lorenzo, e responde com as secretárias.. Claire recebe a carta escrita por Sophie e viaja da Inglaterra para a Itália, com seu neto, ela com a esperança de achar o seu antigo amor, seu neto não apoiava a ideia. O romantismo, sobre o amor que retorna, mesmo que tenha se passado meio século. A partir dessa informação a repórter passa a ter intenção de falar sobre o amor verdadeiro. E como seria este sentimento?

Essas cartas são respondidas por mulheres que se auto intitulam “secretárias”. Pessoas apaixonadas fazem perguntas e pedem conselhos sobre o que elas deverão fazer para alcançar o amor verdadeiro, ou para reconquistar alguém, ou para ter coragem de dizer para a outra pessoa como se sente. Enfim, são muitas cartas e as secretárias respondem cada uma delas.
O casal Sophie e Victor são os coadjuvante do filme, o “amor verdadeiro” passa longe deles.

Um drama que traz uma história do passado de Claire, que nos emociona muito, história linda, fala sobre um amor do passado, mas que nunca morreu… Fascinante pela história do amor que não morreu; uma mulher que amou e perpetuo esse amor.

Claire, Sophie e Charlie (o neto) passam a visitar diversos “Lorenzos” por Verona e redondezas. Com isso, Sophie sente no momento da separação dos dois.

Tomada por este espírito de “amor verdadeiro”, Sophie passa a se encantar pelo neto de Claire. Ela volta para Nova York, lá passa a ter certeza de seu amor por Charlie, volta á Itália para o casamento de Claire, seu reencontro com Charlie mostra que o amor é intenso..

Mesmo com o passar dos anos continuou adormecido, mas, intenso.. e o melhor do romance é que Claire e seu amor não morrem.. ou continuam separados.. a chama renasceu e permanecem unidos!

Um lindo romance para quem acredita no amor verdadeiro. Uma obra que diferentes gerações amam em momentos diferentes da vida, mostrando que para amar não existe tempo ou idade, ou obstáculo que impeça um amor verdadeiro, um amor que atravesse o oceano em busca de momentos que ficaram no coração.
Um envolvente roteiro, bons atores que brilham em cena, magnífica trilha sonora.
História simples que envolve a cada momento.  História moderna com o amor em primeiro plano, com base na maior história de amor de todos os tempos Romeu e Julieta, mas com um final que todos esperam “juntos para sempre”, e querem, vivemos num mundo de muita violência, excesso de amor, romantismo não faz mal.. mas violência, morte enfim.. prejudica..

Perfeito para assistir com quem amamos.. Imperdível!