Cadeirinha de segurança: qual o modelo mais adequado para cada idade?

Desde 2010, quando a lei da cadeirinha entrou em vigor no Brasil, as vidas de milhares de crianças têm sido preservadas em acidentes de trânsito. O uso do bebê-conforto ou do assento de elevação é recomendado de acordo com a faixa etária da criança. Todos os modelos estão sujeitos a testes de segurança e eficácia (de impacto frontal e lateral), devendo ser registrados e certificados por meio do sistema orquestra inmetro. O Inmetro é o órgão responsável pela execução dos testes, mas a certificação também deverá ser regulamentada pelo Conselho Nacional de Trânsito, o Contran, de acordo com o Projeto de Lei 1729/15, do deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), aprovado pela câmara e que segue para o senado. Confira abaixo os modelos recomendados conforme a idade e peso da criança:

Cadeirinha de segurança: qual o modelo mais adequado para cada idade?

Até 1 ano

Bebês de até 1 ano de idade (geralmente de até 13kg) devem ser transportados no bebê-conforto ou em poltrona reversível voltada para trás. Não devem ser carregados no colo de adultos, nem mesmo na viagem de volta da maternidade. Uma dica valiosa é já incluir esse tipo de cadeirinha no enxoval e treinar com bonecos para que não haja dificuldade na hora de acomodar o bebê de verdade.

De 1 a 4 anos

Crianças de 1 a 4 anos (geralmente entre 9kg e 18 kg) devem ser acomodadas nas poltronas reversíveis, mas, desta vez, voltadas para frente. Alguns pais preferem comprar a poltrona reclinável desde o nascimento do bebê, ao invés do bebê-conforto, já que é utilizado por mais tempo.

De 4 a 7 anos e meio

Crianças nessa faixa etária (geralmente entre 18kg e 36kg) sentam-se no banco traseiro do veículo, porém, com o auxílio de um assento de elevação, também conhecido como booster, juntamente com o cinto de segurança de três pontos.

De 7 anos e meio a 10 anos

Nesta idade, as crianças continuam no banco de trás, mas sem necessidade de utilização de assentos de elevação, apenas com o cinto de segurança de três pontos. Alguns especialistas, entretanto, recomendam que os assentos continuem a ser utilizados até que a criança atinja a altura de 1,45cm, por motivos de segurança.

Atenção

É preciso esclarecer que, independentemente do modelo, todas as crianças com 10 anos ou menos devem ser transportadas no banco de trás e com cinto de segurança. Para afivelar o cinto na criança, é necessário seguir as instruções do fabricante da cadeirinha e tomar cuidado para que não fique muito frouxo, nem muito apertado.