Cada Um Ama Como Pode

Cada Um Ama Como Pode

Cada Um Ama Como Pode

É muito comum ouvir pessoas reclamando dos parceiros, dizendo que eles não se comportam de acordo com suas expectativas: mulheres que sonham encontrar homens sensíveis e capazes de expressar os sentimentos; homens que criticam as mulheres por elas serem muito frágeis e emocionais. Isto sem contar o tão falado medo de entregar-se masculino ou o excesso de cobrança feminina.

Também existem mulheres que, donas de seu próprio nariz, não querem perder a liberdade, envolvendo-se com alguém que lhes daria muita mão de obra. E homens pressupondo que toda mulher irá pegar no seu pé.

Se por um lado elas, com toda a razão, fizeram a sua revolução, deixando de ser dominadas por uma ideologia machista, hoje são muitos homens que se sentem objetos de uma grande exigência feminina.

De todo modo vivemos um imenso desencontro que só será resolvido quando aprendermos a reconhecer o outro da maneira que ele é, não confundindo o amor com sua própria carência.

Um bom relacionamento tem muito mais a ver com a real capacidade de perceber o seu espaço e harmonizá-lo com o espaço alheio. Mas isto só é possível quando você sabe viver bem consigo mesmo, saindo da dependência e desenvolvendo o autodomínio. E principalmente, quando a sua independência for acompanhada da humildade e da generosidade para colaborar.

Finalizando, os homens devem sim transitar melhor no mundo do sentir, mas sempre serão mais racionais que as mulheres e elas nunca deveriam perder o melhor de si mesmas que é a sensibilidade.

Por isso, pense bem antes de cobrar que seu(sua) parceiro(a) haja como você o faria. Cada um ama como pode!

Agende um aconselhamento com Sergio Savian, autor deste texto, pelo telefone 011 2368-9305 ou escreva para atendimento@sergiosavian.com.br