Briga de marido e mulher, o futebol e a novela sempre metem a colher

Melhor sair de perto, porque essa briga é de cachorro grande! Talvez hoje, o futebol esteja ganhando com mais facilidade esse tradicional confronto, mas historicamente falando, o assunto já foi motivo de grandes tretas e confusões em muitas casas por aí. Para ilustrar a situação, podemos pegar o exemplo da Quarta-feira à noite onde a televisão aberta literalmente se divide entre o futebolzinho e suas séries e novelas em diversos canais.

O alívio da discussão circula por volta das 23:00 horas, quando a grande parte desse conteúdo paralelo ao futebol já acabou, e o homem tem o seu momento de entretenimento pleno. Mas o duro mesmo é entrar no convencimento, quando seu time tem um jogo eliminatório às 21:00 horas e na lógica é o horário sagrado que sua mulher pediu para separar durante o dia. O resultado? Bom, melhor perguntar pra cada casal, porque tudo pode acontecer nessas horas e o clima hostil deixar o ambiente bastante desagradável. Mas calma, vamos analisar os dois lados da situação.

A mulher

A-mulher-tem-uma-programação-muito-mais-eclética-do-que-o-homem.Novelas, minisséries, filmes, jornais… Basicamente, estes gêneros correspondem a grade da maioria das mulheres. Bem verdade que muito do conteúdo que hoje é mostrado, já não tem mais a mesma aprovação do público – fato é, que os números de audiência se mostram fieis a essa afirmação – como antes já se foi. É certo que a programação abrange uma variedade muito maior do que antes se fazia, e a mulher desenvolveu uma apreciação de gosto por novos gêneros também muito relevante, mas o que tem fortalecido o futebol nessa briga é que as próprias novelas começam com um roteiro e terminam sem pé e cabeça.

Claro que o brasileiro ainda é apaixonado pelos épicos finais de novelas e outros programas de alcance nacional (como os realities shows), e por isso, ainda encontramos uma grande comoção pelo desdobramento de qualquer que seja o programa. E se antes a novela era a razão deste domínio pela programação, hoje essa diversificação é muito maior com canais que voltam suas atenções para oferecer conteúdo voltado para o público feminino.

O homem

O-futebol-tem-ganhado-com-folga-essa-eterna-briga-com-a-novela.Aos meninos. Futebol, futebol, futebol, um toque de jornal misturado com outros esportes, e mais futebol… Tá, vamos “dizer” que nem todos os homens são assim, mas que essa rotina representa ao menos 2/3 da população masculina, isso provavelmente deve acontecer. E para realçar a ideia do tópico acima, a paixão do brasileiro por finais fica ainda mais explícita a cada clássico e campeonato que se encerra.

E por isso, vemos que o futebol ainda leva vantagem absoluta sobre esse tipo de ocasião, e as briguinhas dificilmente acontecem nesses casos. Mas o problema é quando um jogo qualquer do meio tabela, se encaixa justamente naquele episódio um pouco mais interessante que ela tem assistido, e quando isso acontece…

O consenso

… Quando isso acontece, ele acompanha sim o seu jogo; Assiste o jogo na sala e já fica por lá mesmo, já que ele terá que dormir no sofá. RSRSRS

Duas televisões resolvem boa parte destes problemas, mas lembra daquela programação especial que não é exibida em grade aberta? Pois é, acontece muito de os dois eventos (futebol e novela (ou seja lá a programação da mulher)) serem transmitidos somente em canais fechados, coisa que já envolve mais alguns gastos e que normalmente não acontece para todas as televisões da casa. E para não ter novas dores de cabeça e não precisar ficar gastando uma fortuna com essas televisões a cabo caras e sem a cobertura de canais que você quer, talvez seja legal conhecer os pacotes CS Sky, e ter acesso a mais de um ponto por um preço muito mais confortável para o bolso.

Quem ganha com tudo isso? Todos os lados. O jogo que terá prorrogação e as entrevistas nos vestiários, a novela que não terá o seu canal trocado aos intervalos, sem falar de um clima muito mais agradável para o casal.