Breve Biografia de Benjamin Franklin

Resumo da biografia de Benjamin Franklin

Biografia de Benjamin Franklin

Nascido em 1706, em Boston, Benjamin Franklin era o caçula de 17 irmãos. Seu pai, Josiah Franklin, era um comerciante de velas que se casou duas vezes. O jovem Benjamin iniciou sua carreira aos 15 anos de idade, trabalhando como jornalista e tipógrafo no “The New England Courant”, jornal que pertencia a seu irmão James.

Franklin tornou-se conhecido no período em que editou o “Almanaque do Pobre Ricardo”, uma publicação anual que saiu pela primeira vez em 1732 e reunia informações gerais e provérbios de sua própria autoria. Desses provérbios, um dos mais conhecidos é “um tostão poupado é um tostão ganho”. Durante essa época, esteve à frente da fundação da primeira biblioteca pública da Filadélfia e da Universidade da Pensilvânia. Também liderou a construção do primeiro hospital público da colônia que mais tarde se transformaria nos Estados Unidos.

Em 1748, Franklin resolveu dedicar-se integralmente à ciência. Foi ele quem descobriu a existência de cargas elétricas positivas e negativas e conseguiu demonstrar que os trovões são um fenômeno da eletricidade. Também inventou um aquecedor a lenha que era chamado de “franklin stove”, o pára-raios e as lentes bifocais. Foi ele também quem propôs o adiantamento dos relógios durante o verão, idéia que mais tarde daria origem ao horário de verão. Suas descobertas e invenções o tornaram mundialmente conhecido entre os membros da comunidade científica. Entre as honrarias que recebeu, Franklin foi eleito membro da Royal Society of London, foi homenageado com a Medalha Copley em 1753 e a unidade básica de medida de intensidade da corrente elétrica foi batizada com seu nome.

Franklin também atuou na meteorologia, criando mapas meteorológicos a partir dos dados que obtinha conversando com agricultores de regiões diferentes que relatavam a ocorrência de uma mesma tormenta. Seu modelo de mapa meteorológico foi o precursor dos que são utilizados atualmente.

Além de suas habilidades científicas, Benjamin Franklin também tinha talento para a administração pública. Quando esteve no governo, como Ministro dos Correios, fez mudanças significativas no sistema postal. Atuou como embaixador das colônias do Reino Unido e após a independência dos Estados Unidos representou o seu país de origem na França, ganhando popularidade em Paris.

Franklin foi chamado de volta aos Estados Unidos em 1785. Como homenagem, um retrato dele foi pintado por Joseph Siffred Duplessis e incluído na Galeria do Retrato Nacional, em Washington, como um dos heróis da independência do país. A honraria justifica-se pelo fato dele ter sido um dos redatores da Declaração de Independência. De volta aos EUA, Franklin envolveu-se na luta pela abolição da escravatura e manteve-se popular. Morreu em 1790, aos 84 anos. Era uma figura pública tão admirada que seu funeral foi acompanhado por cerca de 20 mil pessoas.