Baleia Azul – Animal Em Perigo

Baleia azul - Animal em perigo

Baleia azul – Animal em perigo de extinção

Considerado o maior animal que habita a Terra, a baleia-azul, quando vem ao mundo, mede cerca de 7 ou 8 metros, e ao longo de sua vida pode chegar a medir 30 metros de comprimento ou mais, e a pesar mais de 130 toneladas, sendo que as fêmeas são ligeiramente maiores do que os machos. E para se ter uma idéia de como é grande uma baleia-azul, seu coração é do tamanho de um carro popular e pesa cerca de 600 kg, e em sua língua cabem perfeitamente 50 homens adultos. A baleia-azul chega a viver até 90 anos, e ao longo de sua vida se alimenta de pequenos peixes, lulas e principalmente de krill, pequeno crustáceo parecido com o camarão e que vive em cardume flutuando na superfície das águas; a baleia azul chega a ingerir mais de 3 toneladas desse alimento por dia.

Outro dado curioso é que a baleia-azul é também o animal mais ruidoso do planeta, pois consegue produzir um som de incríveis 188 decibéis – mais alto do que o som de um avião a jato – e que pode até matar uma pessoa que esteja perto da baleia no momento do som. Além do mais, esse som, segundo especialistas, pode atingir uma distância de 800 km.

HABITAT DA BALEIA-AZUL

A baleia-azul pode ser encontrada praticamente em todos os oceanos do mundo, porém não é fácil avistá-la, uma vez que ela prefere nadar longe das praias, em águas oceânicas. No Brasil, a baleia-azul é muito rara, contando apenas com pouquíssimos registros. Os seus mergulhos, segundo especialistas, duram de 3 a 10 minutos – podendo chegar a até 30 minutos – nos quais pode alcançar a profundidade de 200 metros ou mais.

RISCOS DE EXTINÇÃO

Infelizmente a baleia-azul hoje em dia faz parte da lista de animais ameaçados de extinção principalmente devido à caça predatória por parte do homem. No final do século 19 e até o inicio do século 20, a baleia-azul foi tão caçada que, em 1966, vários paises se uniram para defender esse animal já seriamente ameaçado de extinção. Estima-se que existam hoje nos vastos oceanos do mundo apenas poucos milhares de exemplares. Ademais, outro obstáculo à preservação da baleia-azul é a escassez de comida, uma vez que o seu principal alimento, o krill, além de ser capturado pelo homem, também é disputado por focas, peixes, pingüins e algumas aves.

E não podemos deixar de mencionar os inúmeros casos de baleias que são mortas em seu próprio habitat devido à colisões com navios que cruzam os oceanos. Segundo especialistas, existem muitos casos de colisões entre navios e baleias que nem chegam a ser registrados, pois os tripulantes dessas embarcações dificilmente sentem o choque.

Mas apesar desses obstáculos, sabemos que algumas Instituições sérias juntamente com governos de vários paises continuam lutando pela preservação da baleia-azul. Cumpre, portanto, que cada um de nós agora faça a sua parte, evitando poluir o planeta, a começar pelos oceanos, para que as gerações futuras também possam ter o privilegio de conhecer esse magnífico representante do reino animal.