As Empresas e a Informática

A antiga União Soviética lançou ao espaço em 1957 o satélite artificial SPUTNIK. A partir daí, os Estados Unidos começaram a desenvolver a ciência e a tecnologia para fins militares ao criar a ARPA (Advanced Research Projects Agency), Agência de projetos de pesquisa avançada. Era o que se poderia chamar de corrida armamentista. Mas foi apenas em 1970 que a ARPANET enviou a primeira mensagem de e-mail e a partir de então deu-se início a conversação entre dois computadores e nascendo aí o que se conhece hoje por internet.

Ainda levaria um bom tempo para que as organizações e empresas em geral começassem a usar de vez o computador para realizar as suas tarefas e finalmente isso acontece já no fim dos anos 80 do século XX, porém, ainda de modo inibido se comparado aquilo que estava por vim e veio.

No início, assim como quase tudo, não era tão acessível, mas, com o passar do tempo, tudo começou a dar certo para todos. A internet sofisticou, os computadores foram aos poucos ficando ao alcance do poder aquisitivo de muitos e assim invadindo também as residências, os softwares poderosos foram surgindo em larga escala, o surgimento de profissionais para operar as máquinas veio junto alavancando de vez o comércio mundial e ajudando também na globalização.

Hoje, seja qual for o ramo da empresa, não tem jeito, ela tem que está informatizada sob pena de ver seu trabalho seja de entrega, atendimento, pedido, tudo se tornar totalmente obsoleto e ineficiente para os dias de hoje se comparado a outras empresas se abrirem mão da informatização. Eu diria que isso hoje é impossível.

Para se ter uma ideia, é só acessar a internet em busca de um produto qualquer e verá que existe praticamente tudo. Como uma empresa sozinha não comercializa tudo e entendendo que se encontram todos os produtos e uma imensidão de serviços, então, pode-se dizer que existe empresas em todos os ramos de atividade atuando também no comércio eletrônico.

Agora, junto com essa invasão, surge uma outra situação. Mudança no tipo de qualificação do profissional a ser contratado por uma empresa. Antigamente, um profissional na área de informática ficava preso a unicamente a essa área, mas, com a competição cada vez mais acirrada entre as empresas em busca de novos mercados consumidores, é preciso também que esse mesmo profissional, além de dominar essa função terá de saber lidar muito bem com todos ao seu redor.

É provável que nos últimos 20 anos ou mais, por exigência do mercado de trabalho seja privado ou público e a informatização mundial, a informática tenha sido aquela que mais impulsionou as pessoas a fazerem cursos. Lembrando ainda que esses cursos vão desde o conhecimento básico, passando pelo técnico até chegar ao topo, nos engenheiros ligados a essa área super extensa.

Você que pensa em trabalhar ou trabalha em alguma pequena, média ou grande empresa, não coloque suas necessidades como, por exemplo, redes sociais, em primeiro plano e sim os da empresa.

Esteja sempre atento a cursos de gestão e liderança para melhorar a sua condição de ajudar com as tarefas que surgirão na empresa e consequentemente aumentarão também as suas chances de continuar nessa empresa. Leia outros artigos similares.