Arcologias – Uma Saída para os Problemas da Humanidade

Dubai Ziggurat - Modelo de arcologia para 1 milhão de habitantes

Dubai Ziggurat – Modelo de arcologia para 1 milhão de habitantes

As arcologias podem ser a melhor solução para os maiores problemas da sociedade atual. Com a crise ambiental, na produção de alimentos e o crescimento rápido da população mundial, as arcologias podem ser a melhor saída.

Arcologia é um termo usado para descrever cidades, até agora fictícias, com densidades populacionais extremamente grandes. A ideia por trás das arcologias e disponibilizar todos os serviços de uma cidade em um espaço relativamente pequeno. Através de construções titânicas, seria possível abrigar até dezenas de milhares de pessoas em um único edifício de forma nunca realizada até hoje, proporcionando enorme economia de recursos em praticamente todas as partes da cadeia de produção e distribuição de bens. Abaixo enumeramos as principais vantagens das arcologias.

Captando energia solar / água

Captando energia solar / água

Energia

Com a construção de prédios faraônicos altamente povoados, escolas, hospitais, academias e shopping centers estariam a pequenas distâncias das casas das pessoas, que poderiam chegar até estes rapidamente através de elevadores, escadas rolantes e outros meios simples. Dessa forma, ninguém precisa mais de carros ou qualquer tipo de automóvel. O abastecimento desses centros com alimentos e demais produtos poderia ser feito através de grandes máquinas elétricas inteligentes movidas por trilhos verticais e horizontais. Através das paredes externas desses edifícios, é possível captar energia do sol e do vento, assim como água da chuva, tornando cada construção autossuficiente.

Transporte

O transporte entre as arcologias e entre grandes distâncias poderiam ser feitos com o que há de melhor na tecnologia atual para transporte público: trens-bala. Eles podem alcançar grandes velocidades com uma fração da energia usada por outros meios, como os aviões por exemplo. Dessa forma poderíamos viajar de um país para outro em poucas horas, facilitando o comércio e o intercâmbio cultural.

Cidade dando lugar a floresta

Cidade dando lugar a floresta

Meio ambiente

Com as grandes vantagens de se morar em arcologias, as pessoas aos poucos iriam migrar para essas construções, deixando cada vez mais casas e apartamentos comuns a venda ao passo que esses se tornariam cada vez mais baratos. Uma crise imobiliária seria inevitável e muitas das construções em que vivemos hoje ficariam totalmente vazias.

Grandes bairros, principalmente os mais pobres, incluindo as favelas, poderiam ser removidas e dar espaço a florestas nativas, revertendo centenas de anos de degradação ambiental aquecimento global. Monumentos históricos de maior importância seriam preservados, enquanto casas e outras habitações poderiam ser reduzidas a pó através de trituradoras gigantescas construídas para esse fim.

Produção de alimentos

Com grandes áreas disponíveis para o plantio, graças ao barateamento da terra em um futuro em que a maioria das pessoas habitariam arcologias, a tecnologia poderia ser usada amplamente para aumentar a produção de alimentos. A responsabilidade por essa produção poderia passar de fazendeiros individuais, da forma que é feito hoje, para a própria administração democrática das arcologias, que empregariam máquinas e pessoas visando sua própria autossuficiência.

Saúde e vida humana

Com grandes populações vivendo em um espaço reduzido, há necessidade de vários cuidados especiais. Centros de recreação, clínicas, estádios, academias e lazeres devem ser pensados. Arcologias podem ser inteiramente climatizadas, e inclusive oxigenadas artificialmente, melhorando a qualidade de vida das pessoas em qualquer lugar do mundo. Parques arborizados podem fazer parte do ambiente dentro de uma arcologia.

As pessoas, tendo maior contato umas com as outras, poderiam desenvolver novas mentalidades, se tornando mais sociáveis, mais humanas.

Segurança

Com o espaço reduzido, a segurança seria muito mais fácil, mais barata e mais eficiente. Câmeras estariam por todos os lugares públicos dentro das arcologias e as imagens seriam recebidas por centros de vigilância altamente equipados que avisariam os policiais ou seguranças mais próximos do local onde acontecesse alguma infração.

Trabalho

Um espaço das arcologias poderiam ser reservados a empresas e pequenas e médias fábricas, enquanto empresas de maior porte, ou que emitem algum tipo de poluição, poderiam ser estabelecidas nos entornos das arcologias. O ideal seria fazer com que os habitantes de uma arcologia precisassem sair dela o menor número de vezes possível, fazendo com que todos os serviços básicos estejam próximo das pessoas.

Lixo, esgoto e poluição

A poluição seria reduzida drasticamente já que a energia solar e eólica seriam os únicos tipos utilizados. A coleta de lixo seria feita facilmente dentro das arcologias: as pessoas seriam instruídas a separar o lixo reciclável do orgânico. Cada arcologia poderia ter seu próprio centro de reciclagem de alta eficiência, onde o cada material seria processado e enviado para uma indústria para ser reaproveitado, e o lixo orgânico, junto com o esgoto, através de técnicas simples poderia ser tratado e transformado em adubo orgânico para as plantações.

Governo

Com a massificação da construção de arcologias, cada vez mais a população se tornaria independente do Estado. Produzindo sua própria energia, captando água da chuva e cultivando seus próprios alimentos, as arcologias podem ser uma alternativa viável para a humanidade. Tirando responsabilidades do governo, como a construção de estradas, de redes de esgoto, de cuidados com meio ambiente e outras preocupações, nossos governantes poderiam reduzir muito os impostos e até mesmo alterar o modelo de governo para uma minarquia.

Concorda com o que foi dito? Tem novas ideias? Cite seus pensamentos nos comentários e ajude-nos a aperfeiçoar esse post!