Adoção De Animais – Vantagens E Desafios

Adoção de animais

Adoção de animais

Sabemos que a cada dia aumenta o número de cães e gatos abandonados perambulando com fome e sede pelas ruas dos grandes centros urbanos. Infelizmente muitos se esquecem que ter um animal de estimação em casa demanda alguns cuidados especiais, afinal, assim como nós, os animais precisam de atenção, carinho, comida, limpeza, entre outros cuidados. Assim, muitos acham mais fácil se desfazer do seu animal como se fosse um material descartável.

Felizmente nem tudo está perdido. Existem pessoas conscientes e responsáveis que se sensibilizam com o problema e resolvem adotar principalmente os animais recolhidos em abrigos. É claro que essa atitude é louvável e digna de elogios; mas segundo os especialistas, antes de a pessoa adotar um animal, alguns passos são necessários. Veja as dicas abaixo.

1 – Evite adotar um animal por impulso

Adotar um animal por impulso e sem planejamento é um erro comum de muitas pessoas, principalmente quando esse animal é um filhote. O resultado é que muitos filhotes, quando adultos, acabam sendo abandonados por seus donos. Não podemos esquecer que os animais abandonados acabam submetidos a sofrimentos emocionais e físicos. Portanto escolha o animal com calma e só o adote quando tiver plena certeza. Afinal, a adoção é um ato de amor!

2 – Respeite as características e necessidades do animal

Esse também é um passo muito importante para quem pensa em adotar um animal. A escolha de qualquer animal tem que ser condizente com o espaço que ele ocupará, especialmente se for um animal de grande porte, pois este, segundo os especialistas, necessita sempre de mais espaço para brincar e se exercitar. Portanto, se você mora numa casa pequena e sem quintal, opte por um animal de pequeno porte que não precisa de muito espaço.

3 – Opte pela castração

A castração de cães e gatos é uma medida importante para evitar as crias indesejáveis que geralmente acabam sendo abandonadas nas ruas das cidades. Infelizmente não há lares para todos os animais que nascem, e é por isso que esse controle populacional se faz necessário.

4 – Cuidados veterinários

Esta é outra dica importante. Os animais precisam de cuidados veterinários, além de atenção e carinho. Portanto, assim que adotar o teu animal, não se esqueça de levá-lo regularmente ao médico veterinário para que possa receber todas as vacinas e os demais medicamentos necessários, em casos de doenças. Ademais, é indispensável que o teu animal tenha uma alimentação balanceada ( de preferência ração ), além de uma boa escovação, banhos e exercícios periódicos, que irão contribuir também para a saúde física do animal.

5 – Não maltrate seu animal

É indispensável você zelar pela saúde psicológica do teu animal, dando-lhe carinho e atenção, e cuidar para que os outros membros da família não o maltrate, especialmente as crianças, que devem ser educadas a sempre respeitar o amigão da casa, não batendo, chutando, torcendo ou ainda jogando-o contra paredes.

6- Mantenha seu amigão dentro de casa

A razão é bem simples: as ruas são extremamente perigosas para qualquer animal, onde há sempre o risco de maus tratos ou de atropelamentos. É por isso que você deve manter o seu animal dentro de casa, sem acesso à rua.

As vantagens

Portanto, estes são alguns dos passos necessários para que a pessoa possa adotar um animal de forma consciente; mas com certeza as vantagens de ter um bichinho em casa compensam quaisquer gastos e preocupações. Veja algumas vantagens.

1- A adoção de um animal doméstico favorece a comunicação entre os membros de uma família. Inclusive a presença de um animal em casa faz com que as pessoas mais tímidas acabem se comunicando melhor.

2 – A presença de um animal em casa possibilita que as pessoas idosas se tornem mais ativas e sociáveis, sem contar que elas têm menos chance de ter depressão.

3 – Os animais se tornam para as crianças não só companheiros para todas as horas, mas também ajudam as crianças a desenvolver o sentido da responsabilidade, uma vez que ter um animal também requer constantes cuidados. Além do mais, as crianças se tornam mais afetivas e generosas com as pessoas, e passam a ter mais preocupação com a natureza e com os problemas sociais.

4 – A presença de um animal em casa faz com que as tarefas do dia a dia se tornem muito mais agradáveis, sem contar que a convivência com o bichano, segundo especialistas, reduz o stress diário e melhora e muito a hipertensão arterial, contribuindo assim para a saúde do nosso coração.