A Televisão na Vida de Nossos Filhos

Quem tem filhos conhece a dificuldade em relação a sua educação referente aos meios de comunicação que estão ai cada vez mais a disposição de todos. É preciso uma dose de tranqüilidade para ensinar as crianças, que por sua vez, são rebeldes e tem uma curiosidade aguçada que as levam a buscar a satisfação através dos meios de comunicação. Um desses meios é a televisão que elas tanto apreciam.

O nosso papel enquanto pais, educadores, e zeladores da integridade de nossas crianças é estar sempre vigilantes, e na medida do possível assistir com eles os seus programas prediletos, a fim de poder fazer uma avaliação daquilo que os pequenos estão assistindo.Para isso é preciso conhecer os gostos da criança e o que ela está buscando de entretenimento na televisão,a partir daí usar o senso crítico e ensinar isto aos filhos para que eles não se tornem telespectadores passivos do sistema.

É importante que a criança não tenha à mão o controle remoto visto que, ela não pode ter o livre controle dos canais e programas. Uma criança que domina o controle remoto da televisão não está tendo regras e poderá absorver tudo que lhe é transmitido sem ser preparada para isso. A criança tende a reproduzir o que assiste achando tudo muito normal.

Ao fazer os gostos do filho e ao dar-lhe um aparelho de televisão,para ter em seu quarto,os pais perdem o controle e consente que este tenha ao seu alcance todos os tipos de programas que lhe interessa,e como os pequenos ainda não tem o senso crítico desenvolvido, isso poderá causar danos irreparáveis na sua formação.

Acompanhar o filho nas suas escolhas pode parecer muito custoso, mas não é impossível. Os pais não devem culpar a televisão pelas imitações que os filhos vem fazendo,mas aproveitar esse momento para orienta-los. Quando os filhos são direcionados a ver somente os programas que convém a eles,desde cedo eles aprendem que em tudo há regras e limites. Eles devem ser incentivados a valorizar os heróis reais,como um bom jogador de futebol,pessoas que se destacaram fazendo o bem aos outros,os grandes poetas etc. Os heróis imaginários com certeza não vão colaborar no seu crescimento e poderão deixa-los lunáticos.

Os pais tem a obrigação de ensinar aos filhos os valores morais e não deixa-los à vontade para aprender tudo com a televisão, já que nem os programas infantis merecem total confiança no que diz respeito a educação. É de suma importância que os pais investiguem e conheçam o conteúdo que seus filhos assistem.

Nós pais, podemos consultar os guias de qualificação de programação que são publicados ocasionalmente em diversos organismos de mídia. E é claro que todo este esforço por parte dos pais deve ser combinado com exemplos ,porque se os mesmos vêem tudo sem discriminação, será impossível educar os filhos a fazer uma boa escolha,recusando aquilo que desrespeita e fere sua integridade.