A Sensualidade da Dança do Ventre

Há mais de cinco mil anos surgiu a dança mais sensual de todos os tempos que faz com que qualquer mulher se sinta bem dançando: a dança do ventre. Esse ritmo, que tem origem oriental, desenvolve o controle motor, o equilíbrio, o dinamismo da mulher que pratica essa arte do requebrado. O mais interessante é que não há exigências para ser uma dançarina do ventre e muito menos um perfil de mulher exata, o que permite que gordinhas e magrinhas, baixinhas e altinhas, aprendam e pratiquem bem.

Dança do Ventre

Dança do Ventre

Com bastante treino, a dançarina pode perceber como o corpo reage bem a esse estilo, criando massa, tonificando os músculos, gerando mais resistência e rigidez, eliminando de vez a flacidez, a qual incomoda milhares de mulheres em todos os lugares. Os passos, ao contrário do que se imagina, são bastante simples e fáceis de aprender como o Oito, o Braço de Serpente, o Camelo, a Dança dos quadris e o Passo Básico Egípcio.

Já existem muitas academias que disponibilizam aulas de dança do ventre com muito rigor à cultura e muita qualidade de aprendizagem, porém elas também podem ser encontradas na internet, em pacotes de vídeos e teoria pelos correios, em qualquer sexshop e até mesmo em jornaleiros com professores ensinando o básico. A arte dela é muito valorizada  pela sua sensualidade que mexe com as emoções de muitas pessoas e torna a mulher muito mais sexy, com vontade de viver, sabendo aproveitar as partes do seu corpo se aceitando da maneira que é com felicidade e segurança de si.

O único fator que implica para começar a praticá-la o quanto antes são as vestimentas, que possuem um custo alto devido à grande quantidade de acessórios, brilhos, e detalhes das roupas que elevam o preço. Mas, após um certo tempo essas dificuldades serão mínimas perto da beleza de cores e harmonia que a dança do ventre proporciona.