A Mania De Perfeição. Qual é o Perigo?

Mania De Perfeição - Perfeccionismo

Mania De Perfeição - Perfeccionismo

O perfeccionismo – que faz a pessoa ter  sempre mania de  perfeição – infelizmente ainda é visto por muitos como indispensável para o sucesso, e como sinal de status. Entretanto o perfeccionismo  não passa de uma doença patológica que acomete pessoas de ambos os sexos e de todas as idades, constituindo assim um problema mundial que parece não ter fim.

Fazemos parte de uma sociedade humana critica e exigente, alimentada por disputas e concorrências cada vez mais acirradas em vários campos de atividades, que nos obrigam a nos superar sempre e vencer barreiras quase intransponíveis por um lugar ao sol. Resultado: o que era uma simples necessidade de superação pode se transformar, se não nos policiarmos, em desejo incontrolável da busca da perfeição, o que levará a consequências mais sérias como a perda da felicidade pela procura do inatingível, pois se o perfeccionista anseia a perfeição como alvo a ser alcançado,  sabemos que  ele jamais a alcançará pelo fato de ninguém ser perfeito.

Assim, toda essa incapacidade de estar satisfeito com o que tem e de aceitar as falhas como parte do processo do crescimento humano, é que deixa o perfeccionista  num constante estado de insatisfação com o seu desempenho nas áreas onde não consegue jamais se sobressair. E, o que é pior, muitas vezes isso provoca a destruição de relacionamentos  familiares e sociais, pois o perfeccionista também exige a perfeição das outras pessoas, principalmente das mais próximas – e tal impossibilidade gera conflitos e distanciamentos.

Entretanto, o perigo maior, não resta dúvida, é que essa mania  de perfeição pode resultar, se não for contida a tempo, em grave problema de saúde mental, levando inclusive a pessoa  a ter pensamentos suicidas.

Felizmente sabemos que ninguém precisa ser perfeito para ser feliz e ter uma vida de qualidade. A certeza de que é possível aprender com os  erros e acertos nos motiva a ter coragem e determinação para não desistirmos jamais, apesar dos desafios. Então por que ter vergonha de celebrar a vida? A vida é para ser curtida a cada dia, a cada hora e minuto, sem  a obrigação de precisar ser o melhor em tudo para granjear  o respeito e a admiração de alguém. Se respeitarmos nossas limitações e aceitarmos o diferente, na relação com os outros,  com certeza iremos comemorar sempre novas conquistas, com alegria e orgulho.

É claro que é difícil convencer a pessoa que se encaixa no perfil de perfeccionista a buscar a ajuda talvez de um  psiquiatra, porque ela sempre acha que não é portadora de qualquer disfunção. Mas com paciência e amor, principalmente dos familiares e amigos, tal pessoa pode um dia cair em si e buscar finalmente a ajuda de um especialista. E além do mais –  não custa nada repetir – todos nós temos que nos policiar, sempre atentos ao menor sinal de perfeccionismo, porque ninguém neste mundo, ninguém mesmo,  pode dizer jamais que desta água não beberá.