A Hora e a vez do Certificado Digital

O que há de mais novo no momento é o chamado Certificado Digital. É uma tendência digamos, pois não se trata de modinha ou algo do gênero, mas uma necessidade explícita na sociedade brasileira tomando contornos globais.

O que pensar de uma transação comercial, onde a empresa com a qual deseja investir, seja em compras ou fornecimento, estiver do outro lado do mundo e você precisar enviar um documento sigiloso com garantias do que fora pré-acordado? Pois bem amigos, a resposta converge à certificação digital porque é através dela que se faz possível, com extrema segurança, assinarmos documentos digitalmente!

É um assunto muito novo, que ainda escorrega em alguns termos, salientando diferenças, como podemos exemplificar, da diferença entre documento digital e assinatura digital.

O documento digital ou virtual é todo aquele arquivo que teve seu início, de alguma forma, em algum computador ou meio que assemelhe-se a um. Dessa forma, este documento pode ser denominado digital ou virtual, porque não houve convergência do seu formato original para o papel, por exemplo.

Outro aspecto importante à salientar antes de iniciar o estudo da Certificação Digital é sabermos fazer a diferenciação da assinatura digital e da assinatura digitalizada. Aqui caros leitores, é onde reside a questão fundamental. Qualquer pessoa, pode, se fazendo uso de um computador dotado de um scanner pode fazer uma assinatura digitalizada. Mas para ser ter uma assinatura digital é necessário possuir o chamado Certificado Digital, pois é o certificado que garante, através de normas específicas e rigorosas de controle e segurança em consonância com a ICP-Brasil, a validade jurídica de tal assinatura.

Por ser um assunto muito novo e repleto de lacunas a serem prenchidas, vou me ater a esmiuçar as particularidades destas questões aos poucos. Obrigado e até a próxima!

 

  • Luciana Maria Ferraz

    Texto horroroso, não consigo crer que postaram uma coisa assim de um assunto tão de domínio público.