A Fórmula Para se Manter Uma Cidade Limpa

Das pesquisas que apontam as cidades mais limpas do país, um dado curioso chama a nossa atenção: das cidades consideradas modelos de limpeza urbana, muitas, senão a maioria, se tornaram um referencial nacional em termos de educação e civilidade.

E se partirmos do pressuposto de que a cidade leva a marca de seus habitantes, então pode-se dizer que a cidade é própria extensão da nossa casa . Quer dizer: quem ama a sua casa, mantendo-a limpa e aconchegante, via de regra também dará à sua cidade o mesmo tratamento, deixando-a à sua imagem e semelhança.

Por isso, para se manter uma cidade limpa, é importante sim uma campanha de conscientização, mas que esta se inicie dentro do seio familiar – lá onde se deve ensinar ao individuo a desenvolver amor pelos bons princípios e valores, sobretudo pelos valores históricos, culturais e cívicos. A explicação é clara: quando finalmente passamos a  conhecer a nossa cidade e aprendemos  a amá-la, é que o instinto de preservação se entranha em nosso ser. E partir daí, a cidade já não é mais vista por nós como um elemento impessoal; e nos familiarizamos mesmo com ela feito amigos inseparáveis.

Entenderam a questão? Somente assim, começando por nossa casa, qualquer campanha de conscientização atingirá um efeito esperado, porque não se restringirá apenas às escolas, às igrejas ou aos meios de comunicação – o que de fato contribuirá, e muito, para que tenhamos cidades cada vez mais limpas e organizadas.