Vários estudos voltados para  as soluções dos problemas sociais causados Pelo transporte publico no Brasil, são unânimes  em afirmar que, diferente do que  ocorre nas grandes metrópoles do mundo, as  cidades  das regiões metropolitanas carecem de eficientes sistemas metroferroviários integrados com outros meios  de transporte – única saída para suprir a demanda por transporte de massa.

Crise do Transporte Público no Brasil

Crise do Transporte Público no Brasil

Com efeito, os trens e os metrôs, pelo fato de transportarem grande massa de gente, além de  contribuírem  para a redução da poluição atmosférica e sonora ( pois muitos veículos deixam de circular nas ruas ), ainda proporcionam um deslocamento mais rápido entre  cidades e bairros – o que deveria contribuir para a diminuição do caos urbano.

Entretanto, na prática não é isso que se vê.  De que adianta o investimento pesado em sistemas metroferroviários, se estes não são confiáveis e muito menos seguros?  Podemos citar como exemplo a greve recente  dos trens na cidade de São Paulo que deixou 2,5 milhões de paulistanos  na mão. E isso já  não constitui nenhuma novidade num país onde o abuso do direito de greve paralisa atividades ou serviços imprescindíveis à população em geral.

Então, como pode essa mesma população confiar no transporte público de massa, se o bom funcionamento deste é condicionado às relações nem sempre amigáveis entre empregadores e empregados? E, o que é pior, como confiar, se os próprios  mentores das greves, muitas vezes, em desobediência à Constituição Federal,  não mantêm em funcionamento um mínimo das atividades ou serviços indispensáveis à população?

Por tudo isso, está claro que se não houver um maior comprometimento e respeito dos empresários, sindicatos e autoridades com a população em geral, fica difícil para o Brasil chegar ao nível dos países desenvolvidos onde o transporte de massa goza de boa reputação pelos excelentes serviços prestados aos usuários. Afinal, são eles que, por pagarem devidamente os seus impostos e fazerem uso dos transportes de massa, geram, respectivamente, riqueza para o país e para os próprios empresários.

Share Button